CRIANÇA DE 12 ANOS MORTA


Duas adolescentes foram presas na Alemanha suspeitas de assassinar uma menina de 12 anos que desapareceu no sábado. Segundo a polícia, elas conheciam a vítima e já confessaram o assassinato. As duas ainda são muito jovens para serem julgadas.
Luise, de 12 anos, de Freudenberg, uma vila localizada na fronteira do estado com a Renânia-Palatinado e pertence ao distrito de Siegen-Wittgenstein, visitou uma amiga no sábado. Ela havia saído de lá por volta das 17h30, mas a menina não voltou para casa.
Os seus pais informaram a polícia sobre o desaparecimento, e uma busca em larga escala foi iniciada. Ela se concentrou num pedaço de floresta entre as duas casas, onde o corpo sem vida da menina foi encontrado no domingo perto de uma ciclovia.
As circunstâncias da morte ainda não estavam claras nessa altura, mas uma investigação de assassinato foi iniciada. Na segunda-feira, uma autópsia mostrou que Luise havia morrido violentamente: foram encontradas inúmeras facadas. Na terça-feira, duas suspeitas foram presas: as duas adolescentes de 12 e 13 anos 
conheciam a vítima.
Em conferência de imprensa, o Ministério Público disse que “devemos assumir que o crime foi cometido por duas crianças”. Não haveria outras pessoas envolvidas. As meninas foram entregues ao serviço de assistência à juventude. Mas como as suspeitas ainda não têm 14 anos, elas não podem ser julgadas e pode não haver consequências criminais, de acordo com o procurador-chefe.



Imagine se aprendêssemos muito jovens a pronunciar coisas difíceis sem fazer pedaços.
Gostamos de falar sobre os jovens, o que eles estão a fazer e o quanto ainda precisam aprender, mas e se conversássemos com eles com mais frequência
? Acima de tudo, temos que cuidar uns dos outros.

Kommentare

  1. Também foi por cá noticiada.
    Um horror!

    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer3/15/2023

      Esta publicação é uma descarga emocional causada pelo crime — tenho uma Luísa de 12 anos na família.

      Löschen
  2. Há várias pontas do iceberg de violência em que se movimenta a humanidade actualmente.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer3/15/2023

      Somos violentos por natureza, como o inglês Thomas Hobbes postulou na década de 1650, ou é o nosso comportamento mais influenciado pelo ambiente em que crescemos, como Jean-Jacques Rousseau teorizou um século mais tarde?!
      A violência está na nossa natureza e não na época em vivemos, digo eu ‼️

      Löschen
  3. Infelizmente, também há casos muito violentos perpetrados por pré-adolescentes neste país. Que horror.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer3/15/2023

      É um caso individual extremo. Tais crimes são muito, muito raros na Alemanha‼️

      Löschen
  4. No mesmo dia em que é noticiado que o avô matou a neta à facada em Portugal.
    Monstros à solta.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer3/15/2023

      O caso do avô que mata a neta de 7 anos à facada também me deixa sem palavras.
      Os dois bilhetes que ele escreveu antes de cometer o crime:
      A filha queria tirar-lhe a neta e que não conseguia viver sem a menina.
      Que perdeu a pensão da Segurança Social e que assim não conseguiria ajudar a família.
      O motivo do crime ainda me deixou mais perplexa‼️
      Tinha mais lógica que ele tivesse posto fim à sua vida e não à neta‼️

      Löschen
  5. Requer uma enorme e profunda reflexão sobre o mundo em que vivemos. A brutalidade de duas pré-adolescentes que matam outra pré-adolescente não tem perdão. A justiça humana perdoa ( ou não pode condenar ). A justiça divina não perdoa.
    Em Portugal um avô matou a neta de 7 anos à facada. Como foi possível tal assassinato acontecer? Decerto que nem a "ciência" mais avançada conseguirá explicar.
    .
    Cumprimentos poéticos.
    .

    .

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Ah! Ah! Ah!
      Justiça divina‼️
      Nem os padres que cometem crimes sexuais contra crianças e adolescentes acreditam na justiça divina‼️

      As duas adolescentes acabam mais cedo ou mais tarde na psiquiatria.

      O avô, quando sair do hospital, vai passar o resto da sua vida na prisão.

      E a vida continua …

      Löschen
  6. :( Não tenho palavras, Teresa, não tenho palavras neste momento...

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer3/15/2023

      O jornal alemão Focus escreve que as três adolescentes tiveram uma discussão em que a vítima riu de uma das outras duas meninas. Agora se pergunta se tudo aconteceu num ataque de raiva ou não. A trilha da vingança também é uma possibilidade.

      Löschen
    2. Grande parte da minha infância e pré-adolescência foi passada em casa do meu avô poeta que era advogado do crime. Entre adultos, sobretudo nos bairros de lata próximos de nossa casa, os crimes passionais abundavam e o avô nunca recusava o aconselhamento e a defesa dos que não tinham dinheiro para lhe pagar. O escritório dele estava sempre cheio de gente pobre, mas nunca conheci um único caso em que p assassino fosse uma criança. Fiquei muito impressionada com este caso.

      Abraço, Teresa!

      Löschen
    3. Teresa Palmira Hoffbauer3/16/2023

      O avô poeta e advogado da Maria João lembra-me o meu tio Chico, médico comunista, que não só tratava os pobres de graça, também lhes dava os respectivos medicamentos.

      Ninguém nasce assassino. É preciso investigar a questão do que deu errado na socialização das jovens? É claro que as crianças também podem ter fortes sentimentos de ódio. O facto de que tais emoções às vezes se transformam em violência brutal não é novidade.

      Os crimes violentos registados pela polícia na Alemanha caíram 25% desde 2007. Nesses 15 anos, a violência juvenil diminuiu 46% por 100.000 pessoas na faixa etária até 2021. Este desenvolvimento estável não pode ser abalado por actos individuais e loucos, por mais horríveis que sejam.

      Löschen
    4. Todos sabemos que as crianças não orientadas ou mal orientadas, são capazes de ir dos 8 aos 80, dado que todas nascem sem a noção do que é p limiar de frustração. Não conhecia esses dados estatísticos, mas fico contente por saber que a violência infanto- juvenil está a decrescer.

      Löschen
    5. É um caso perturbador, até porque é extremamente raro para crianças, e ainda mais raro para meninas, cometerem homicídio. Uma briga banal entre as meninas, um conflito que não é atípico para sua idade e sem grande história, terminou numa sede de sangue chocante de acordo com o conhecimento actual. Freudenberg, na Renânia do Norte-Vestfália, é um lugarejo onde nada acontece e todos se conhecem. Os pais das três crianças pertencem à classe média e são amigos. As camaradas de Luise não compreendem que a sua melhor amiga fosse a assassina. Todos os alunos do estabelecimento de ensino frequentado pela vítima e pelas assassinas, estão nas mãos de psicólogos.

      Löschen
  7. Por cá, o que dizer de um avô que matou a jovem neta à facada?
    Toidos os dias somos brindados com notícias deste género.
    Uma tristeza!!!
    Abraço, Teresa.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Todos os dias e não toidos os dias.

      Löschen
    2. „toidos“ rima com „doidos“ ‼️ A tua mão fugiu para a verdade‼️

      Löschen
    3. Teresa Palmira Hoffbauer3/15/2023

      A morte de Luise, de 12 anos, de Freudenberg, deixou a Alemanha desconcertada. Segundo um jornal alemão, uma briga banal é a base do assassinato.

      As teorias sobre o que terá acontecido são várias: um surto psicótico, um quadro de violência doméstica ou uma depressão profunda. Matar a neta — a sua própria carne e sangue — é um crime mais grave e horripilante ‼️

      Löschen
  8. Todos os dias, mas todos os dias existem notícias de, maridos que matam as mulheres, sogros que matam os genros pais que matam os filhos e vice versa. O Avó que matou a neta, ontem. Enfim. Mas duas adolescentes matarem outra? Em que mundo estamos???!! Quando os padres não respeitam o Povo/Crianças) estão já tudo é possível! Estamos no fim do mundo...A Bíblia não se engana!
    .
    Sou companheira de mim ...
    .
    Beijo. Boa tarde!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer3/15/2023

      A violência começa na Bíblia com Caim contra Abel e por consequência o sangue derramado e o seu significado simbólico. Os actos violentos praticados por diferentes grupos na actualidade mostram que o sangue de Abel continua a ser simbolicamente derramado‼️

      Löschen
  9. Somos violentos. E as crianças também, para além de serem cruéis umas com as outras.
    Felizmente que nem toda a gente, incluindo crianças, leva à prática essa violência, porque a educação familiar faz com que estas atitudes sejam minimizadas. Mas há jogos de computador, desenhos animados e até filmes que banalizam a violência. E até nos livros escolares de História, onde são exaltados os feitos violentos dos heróis conquistadores.
    Continuação de boa semana, amiga Teresa.
    Um beijo.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer3/16/2023

      Luise (12) foi morta pela sua melhor amiga (13). Ela ficou em casa dela. No dia seguinte, uma outra amiga (12) apareceu. As meninas foram juntas para a floresta, onde ocorreu o acto de violência. Elas esfaquearam a Luise — com mais de 30 facadas — porque ela informou adultos sobre o “bullying” praticado pelas amigas.

      Esses actos cruéis de violência não surgem do nada. Há sempre uma história. As suas próprias experiências de sofrimento sempre desempenham um papel. Vítima primeiro, depois perpetrador. Isso é especialmente verdadeiro para crianças e jovens. Muitas vezes, trata-se de ódio, raiva e o sentimento de própria impotência. A partir de certo ponto, porém, tudo se inclina. Então eles querem ter poder e exercer o poder.

      Löschen
  10. I am at a loss for words. I'm sorry, Teresa, but I'm at a loss for words right now.
    https://www.melodyjacob.com/

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer3/16/2023

      Come back when you find the words‼️

      Löschen

Kommentar veröffentlichen

Beliebte Posts aus diesem Blog

“Canção Doce” de Leïla Slimani

The Guilty Party