A felicidade tem um andamento vagaroso




Tu tocas Chopin...  
Fantaisie-Impromptu In C-Sharp Minor, Op. 66
Enquanto que eu penso que a felicidade 
tem um andamento vagaroso 

Felicidade nuvem 
 que domina o céu 
E cai sobre a terra em forma de chuva

Quando os tubarões 
brilham no horizonte 
 Revelam  
O desmantelamento 
De um mundo
Sem possibilidades humanas
de Felicidade

Kommentare

  1. Um momento Chopin inesquecível, reconhecivel
    só possível para dourar momentos felizes.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Frédéric Chopin — o príncipe dos românticos — chegou à Cidade Luz com apenas 20 anos, tuberculoso e muito tímido. “Tirem os seus chapéus, senhores; Chopin é um génio”. Foi assim que Robert Schumman se referiu ao jovem compositor.

      Löschen
  2. Esta composição é extraordinária. Parece-me tão difícil de tocar como ”Étude Op. 10. No. 4”, do mesmo compositor. Quem as consegue tocar é um génio!!
    Tenho um piano vertical e mal sei tocar “Parabéns a você”. Uma tristeza!: ))
    Queres explicar-me o significado do título desta publicação, p.f.?

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Tradicionalmente na música, andamento se traduz como tempo. Comparo o andamento vagaroso de Frédéric Chopin com o andamento vagaroso de encontrar a felicidade — liberdade da poesia leiga.

      Não faço ideia da dificuldade de tocar Fantaisie-Impromptu In C-Sharp Minor, Op. 66 Após algumas lições de piano, a minha professora disse que eu “não tinha ouvido” uma maneira simpática de explicar ao meu avô paterno, que eu não tinha herdado o talento do meu pai.

      Löschen
    2. Obrigada, Teresa.
      A minha dúvida devia-se ao facto de eu considerar o andamento desta composição – a certa altura – muito “schnell”. : )

      Löschen
    3. Comparando aos andamentos dos compositores alemães, considero as composições de Frédéric Chopin lentas e românticas. Claro que posso estar errada, pouco ou nada compreendo de música 🎶

      Löschen
    4. Concordo com a Catarina, este "Fantasie - Impromptu" só está acessível a virtuosos do piano.

      Löschen
    5. Tenho o CD da virtuosa MARIA JOÃO PIRES 🎶

      Löschen
  3. Estes dias por aqui são muito mais de confusão do que de felicidade.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O poema fala da confusão daqui 🇩🇪 e não de felicidade.
      Os céticos da vacina — os tubarões que brilham no horizonte — evocam os seus direitos à liberdade pessoal, arriscando assim a restrição da liberdade de toda a sociedade.

      Löschen
  4. Neste momento, para mim, a felicidade completa-se com muito pouco. Basta haver saúde e paz. Gostei do Poema. 👏🌹💙
    .
    Perco-me na doçura do teu sorriso
    .
    Beijo e um excelente dia
    Boas férias, se for o caso! :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Enquanto que os tubarões continuarem a brilhar no horizonte não há paz e saúde, pelo menos AQUI 🇩🇪

      NÃO estou de férias, Cidália, só nos fins de Setembro!!!

      Löschen
  5. Fui recordar a composição.
    Para mim a felicidade é como a espuma...penso que esta frase está numa canção brasileira

    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Tanto a espuma como a nuvem expressam algo efémero como a felicidade.
      Ouvir Frédéric Chopin na interpretação de Maria João Pires é inesquecível.

      Abraço neste momento de sossego 🎶 olhando para as nuvens ☁️

      Löschen
  6. .Os "tubarões" sempre foram donos do mundo. Coitados dos "peixes" mais pequenos. A felicidade é relativa. Existe que seja feliz com pouco e quem seja infeliz com muito
    O dinheiro não dá felicidade, dizem. Mas haverá alguém que serja feliz sem dinheiro?
    A foto é muito bonita e tem a leitura que casa pessoa lhe quer dar.
    Quanto à música de Chopin, digo apenas, que a minha onda é mais música de Rancho Folclórico e/ou fado da Ana Moura. (lol)
    .
    Um beijinho
    Cumprimentos fraternos.
    .

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Os tubarões são peixes pequenos com uma mente ainda mais pequena.
      A felicidade é algo efémero como as nuvens ☁️ da fotografia.
      A felicidade e o dinheiro não são o tema do poema.
      Ouvir Frédéric Chopin ao fim da tarde é emocional 🖤 e obriga a escrever poesia em tropelia — sem rima e sem harmonia.

      Löschen
    2. """ A felicidade e o dinheiro não são o tema do poema. """

      Pois, tens razão, desculpa
      Feliz fim de semana

      Löschen
    3. Tu és sempre bem-vindo, Ricardo, mesmo que não compreendas aquilo que eu escrevo e não partilhes o meu gosto musical.

      Afinal, nenhum dos meus leitores compreendeu as minhas palavras.

      Feliz fim-de-semana para ti ☀️
      O meu vai se muito borbulhante 🥂

      Löschen
  7. Lembrei-me da música do Gazebo, "I Like Chopin" de 1983.

    Se ouvires a música com a letra, vais ver que até encaixa no teu poema.

    Gostei! 👏

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não conheço a música de Gazebo.
      Um ilustre desconhecido para mim.
      Não me podes mandar o link de “I Like Chopin”?!

      Löschen
    2. Não te coloquei porque por vezes as editoras barram os direitos de visualização em certos países.
      Vê se funciona!

      Se não funcionar, basta sublinhares com o cursor "I Like Chopin" e pedires para pesquisar na Net. Mesmo usando o tablet também consegues fazê-lo.

      Löschen
    3. Grata pelo link, Clara 💙
      Desta vez a editora não me barrou os direitos de visualização.
      Enquanto que “I Like Chopin” é uma história de amor e ciúme, a intenção do meu poema é criticar a demonstração dos “Querdenker” em Düsseldorf.

      Löschen
    4. Obrigada pelo esclarecimento.
      Beijinho 😊

      Löschen
    5. Obrigada por me dares a conhecer uma canção linda de morrer.
      Boa noite, Clara!!

      Löschen
  8. Todos lutamos pela felicidade, que além de difícil de alcançar é também difícil de preservar.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Nunca lutei pela felicidade, nem sabia mesmo como fazê-lo. A felicidade é algo abstrato — difícil de definir, de alcançar, de preservar.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen

Beliebte Posts