Alberto Burri em Düsseldorf


Não há nada melhor para acalmar os meus nervos do que dar um salto ao museu mais próximo. 
Escolhi a exposição de um dos artistas italianos mais destacados do século XX — uma figura importante na abstração, cujo trabalho revolucionou o vocabulário artístico do mundo da arte pós-guerra —  
Alberto Burri que nasceu em Città dei Castello, dentro da província de Perugia (Umbría), em 1915 .
Entre 1934 e 1939 estudou medicina e foi médico militar durante quatro anos na Segunda Guerra Mundial.
Começou a pintar num campo prisioneiros em Hereford, Texas em 1944. Após a sua libertação, em 1946, foi viver para Roma e dedicou-se exclusivamente à pintura. A sua primeira exposição individual teve lugar na Galería A Margherita em 1947. Depois expôs na Galería Malborough de Nova York e na Galería de France de Paris . 
Ele recebeu a Ordem do Mérito da República Italiana em 1994, um ano antes da sua morte em Nice, em 1995.

Kommentare

  1. Depois das emoções, a qualidade.
    Beijinho, Teresa, boa semana.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Alberto Burri utiliza pedaços de sacos (serapilheira) para dar materialidade à sua pintura, criando — pelas cores que utiliza, pelos fragmentos de tecido, pelos buracos — uma angústia conotada com a filosofia de Sartre.
      Pinturas com uma poética tão pugente que obriga a esquecer todas as emoções do Euro 2016.

      Löschen
  2. Desconhecia completamente. E de princípio julguei que o artista tinha estado aí agora, só quando vi a data de nascença desconfiei que os 101 anos não andaria por aí a promover a sua arte... :)

    Beijocas

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O excêntrico e brilhante Alberto Burri participou nos anos 1959, 1964 e 1982 na DOCUMENTA em Kassel.

      Löschen
  3. Sou muito insensível a este tipo de arte.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Eu sou sensível a todo o tipo de arte.

      Löschen
  4. tenho uma etiqueta que pouco uso
    "anti Ars Gratia Artis"
    certamente porque evito tal assunto
    não por desinteressante
    mas porque de facto não me interessa

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Vê-se as obras de Alberto Burri como um manifesto sobre a depressão da Itália do pós-guerra, ou até mesmo relacioná-las com a crise europeia — espantosamente actual a exposição retrospectiva do pintor italiano sobre o traumatismo da pintura.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen