Trás-os-Montes

Torre do Relógio

A beleza incomparável dos panoramos de Trás-os-Montes.
As montanhas e os vales, o Parque Natural de Montezinho, o presunto, os enchidos e os vinhos de Bragança, cidade murada, a Torre da Princesa, A "Domus Municipalis", a Igreja de Santa Maria do Castelo e o Pelourinho nos arredores, as Igrejas de S. Bento e de Santa Clara. As casas solarengas dos Sepúlvedas, dos Pimentéis e dos Calainhos e o Museu Regional do Abade de Baçal. A um passo da Pousada, o tradicional nordeste transmontano rio de Onor.
Mais longe, Chaves, a ponte Romana e as Termas, o Alto Rabagão, 
o lago e as serranias.
A Torre do Relógio em Alfândega da Fé.
Homenagem a uma transmotana no dia do seu aniversário.

Kommentare

  1. Muito bonito!
    Sendo transmontana não poderia deixar de agradecer esta homenagem que embora seja dirigida a uma outra pessoa não me deixa indiferente!
    Parabéns à aniversariante e um beijinho para ti Teresa pela excelente lembrança.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A aniversariante partiu deste mundo há dez anos, no dia 25 de Abril de 2006. Uma transmotana que amava o Porto e não Lisboa.

      Esta homenagem é dirigida a todos os transmotanos não esquecendo o nosso grande poeta, Miguel Torga.

      Beijinhos muito especiais para ti, papoila.

      Löschen
  2. Bonita homenagem
    em dia de aniversário

    E o teu?

    É quê tenho
    aqui uma coisa escrita
    p´ra ti cara bonita
    e nã sê cando é ca mande

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não te lembras do dia do meu aniversário?

      Eu, tua camarada, desde há tantos anos, nasci no dia 31 de Maio em Lamego.

      Löschen
    2. Por vezes, até me esqueço da data do nascimento da Minha Alma... (não é verdade, mas quase...)

      Parabéns à minha (quase) sogra!

      :))

      Löschen
    3. Um genro português tinha agradado muito mais à minha mãe...

      Löschen
  3. Uma bonita homenagem seja quem for a aniversariante.

    AntwortenLöschen
  4. Adoro as terras da tua mãe, minha amiga e não me canso nem farto de por lá passar todos os anos (ou quase) ! :))
    Curioso que já passei férias no alto da serra de Bornes, com o Vale de Vilariça em frente e Alfandega da Fé lá mais ao fundo e não me lembrava desta Torre do Relógio ! Está agora bem diferente !
    Estava até a confundi-la com outra do mesmo nome, em Freixo de Espada à Cinta !

    Parabéns à Mãe, Teresa !
    Beijinhos :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Tenciono descobrir as terras da minha mãe, num futuro próximo, sendo Alfandega da Fé a primeira terra que quero visitar.

      Em criança passei algum tempo em Vinhais, de resto só conheço bem Vila Real e Bragança (a cidade da minha mãe).

      Parabéns à minha Mãe, esteja ela onde estiver.

      Löschen
  5. Este tipo de homenagem é sempre muito bonito.
    Trás-os-Montes é uma das muitas províncias portuguesas com coisas maravilhosas.

    AntwortenLöschen
  6. Antworten
    1. Trás-os-Montes é uma das muitas províncias portuguesas com pessoas maravilhosas como a minha Mãe.

      Löschen
  7. ~~~
    Abraço solidário.
    ~ ~ ~ ~ ~

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Guardei o teu abraço solidário no meu coração.

      Löschen
  8. De uma beleza rude e romântica a um tempo: única! Gosto muito de Trás-os-Montes. Gosto de todo o país, aliás. Também era a terra da minha mãe.

    Beijinhos

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. É, efectivamente, uma coincidência feliz que a tua mãe fosse transmotana, querida Graça.

      Löschen
  9. É zona que desconheço na sua quase totalidade. Mas penso que se pode gostar de Lisboa e também do Porto, são cidades com um espírito tão diverso que não nos brigam os gostos na alma. Gosto das duas.

    O melhor lugar para as mães morarem é no coração dos filhos. Onde sua mãe tem morada segura.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Embora eu goste de Lisboa — a cidade onde o meu pai nasceu — o Porto é a cidade portuguesa dona do meu coração.

      A zona que desconheço na sua totalidade é o Alentejo. Passei umas férias pequenas no Algarve.

      No meu coração ferido vive a minha mãe.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen