OH! MEU PA-PA!


Oh, meu pa-pa, para mim ele era tão maravilhoso
Oh, meu pa-pa, para mim ele era tão bom
Ninguém poderia ser, tão gentil e tão amável
Oh, meu pa-pa, ele sempre entendeu

Longe vão os dias em que ele poderia me levar no joelho
E com um sorriso que ele mudaria minhas lágrimas ao riso

Oh, meu pa-pa, tão engraçado, tão adorável
Sempre o palhaço tão engraçado em seu caminho
Oh, meu pa-pa, para mim ele era tão maravilhoso
No fundo do meu coração eu sinto falta dele para hoje

Kommentare

  1. E de quem é o poema?

    Um bom pai, faz-nos sempre falta! :)

    Beijocas!

    AntwortenLöschen
  2. Dia de São José, Dia do Pai.
    Aqui festejam o Father's Day.
    E eu não estou nada feliz com isso :(
    Bjs e votos de boa semana

    AntwortenLöschen
  3. Na Alemanha não existe um dia oficial dos Pais, Pedro.
    Os pais alemães comemoram o seu dia 40 dias depois do domingo de Páscoa, no Dia da Ascensão (Christi Himmelsfahrt).
    Eles costumam sair às ruas para andar de bicicleta e fazer piquenique.

    AntwortenLöschen
  4. Oh mon papa! é uma canção, Teté!

    Vê o meu blogue "ematejoca", onde postei a minha interpretação preferida: Lilli Palmer canta "Oh, mein Papa" no filme "Feuerwerk" ao lado da ainda muito jovem Romy Schneider.

    AntwortenLöschen
  5. Ia fazer a mesma pergunta da Teté, mas já li a resposta.
    Muito obrigado pelas palavras que me deixou no CR a propósito do post que escrevi sobre o Dia do Pai, Teresa.
    Beijinho

    AntwortenLöschen
  6. Lindo poema!
    Teresa, como não tenho o seu email vou escrever aqui:
    Provavelmente deve ter visto na WDR um programa sobre Lisboa.Se não viu procure na Internet"Mit Axel Prahl in Lissabon", que vai encontrar. É um filme de hora e meia muito lindo e bem feito sobre Lisboa.
    Cumprimentos

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen