Dia Mundial da Criança


“Dia a dia nega-se às crianças o direito de ser criança. Os factos, que zombam desse direito, ostentam os seus ensinamentos na vida quotidiana. O mundo trata os meninos ricos como se fossem dinheiro, para que se acostumem a actuar como o dinheiro actua. O mundo trata os meninos pobres como se fossem lixo, para que se transformem em lixo. E os do meio, os que não são ricos nem pobres, conserva-os atados à mesa do televisor, para que aceitem, desde cedo, como destino, a vida prisioneira. 
Muita magia e muita sorte têm as crianças que conseguem ser crianças.”

Kommentare

  1. Muito, muito bem visto!! Infelizmente assim é...
    Beijinho

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Outro bom pensamento de Eduardo Galeano:

      "Um menino de três anos, chamado Luca, comentou um dia desses: 'o mundo não sabe onde está a sua casa'. Ele estava a olhar para o mapa. Não estava a ver o noticiário".

      Löschen
  2. Poder ser criança hoje em dia sera um privilégio.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Ser criança hoje é na verdade um privilégio, Catarina,
      E ser criança é tão maravilhoso com a inocência própria de quem é feliz naturalmente.

      Löschen
  3. Procuro que as minhas filhas tenham tempo para ser crianças, para que não sejam couch potatoes.
    O que não é fácil numa cidade como Macau muito pouco pensada para as crianças.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Descobrir o mundo pelas brincadeiras é crucial para o desenvolvimento emocional e intelectual das crianças.
      Não devemos esquecer que o lugar que as crianças ocupam na sociedade de hoje não é idêntico ao da nossa geração.
      Até os adultos não largam o efeito contagiante da tecnologia.
      Os pais costumam ser ainda mais couch potatoes do que os próprios filhos.

      As crianças são maravilhosas. E tudo por elas e para elas.

      Löschen
  4. Essa sorte, felizmente, eu tive...fui uma criança feliz! E sempre fiz tudo para que os meus filhos também o fossem! Penso que, pela minha parte, consegui!

    Um abraço!

    AntwortenLöschen
  5. Já em tempos escrevi lá no CR que num futuro próximo nos vamos arrepender de não darmos às crianças tempo e espaço para viverem como crianças.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen