«beijinhos» «beijinhos»

Os meus familiares e amigos portugueses queixam-se de que fiquei muito fria desde que vivo na Alemanha, atribuindo a causa da minha frieza à influência da chanceler alemã, Angela Merkel, que se sente «violentada» com a manifestação de afectividade com que é recebida pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, que a cumprimenta de forma bastante calorosa com beijos e abraços.

Como quero agradar a gregos e troianos, resolvi seguir à risca o velho ditado
«Em Roma sê romana».
Comecei, então, a mandar «beijinhos» «beijinhos» pelo telefone, já que detesto
— desde criança que detesto — beijos dados ao vivo.
Conheço aqui alguém que repete umas cem vezes «beijinhos» «beijinhos» antes de desligar o telefone.

Outro dia estive a falar ao telefone com um empregado do Automóvel Club de Portugal, despedindo-me automáticamente com «beijinhos» «beijinhos».

Não estarei a levar ao extremo os meus sinais de cortesia?

Kommentare

  1. Se calhar! :-))
    Eu é mais "Abraço"!
    Sabes que o teu blog também está na lista dos "perigosos", que têm um vírus ou coisa no género?
    Não tenho ligado ao aviso e tenho continuado a visita...

    Abraço

    AntwortenLöschen
  2. Ahahah, pois, se calhar estás a levar longe demais a tua "cortesia" com os funcionários do ACP! :)))

    As pessoas são como são, certamente que alguns povos tem hábitos mais calorosos do que os outros, é certo que os alemães não são especialmente reconhecidos por serem ternurentos. Mas, vendo bem, provavelmente também existem muitos alemães beijoqueiros e muitos portugueses frios - é uma questão de feitio, também!

    E para não dizeres que não sou beijoqueira, toma lá uma beijoca! :D

    ps - essa história de blogues com vírus já me apareceu em dois blogues, mas aqui ainda não!

    AntwortenLöschen
  3. É capaz de ser muito, não é??!! :))

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen