Biblioteca Camões vai disponibilizar acesso a 1200 textos dos últimos cinco séculos

A biblioteca digital Luís de Camões vai ter disponível cerca de mil e duzentos documentos da cultura portuguesa dos últimos cinco séculos. Os documentos vão passar a estar acessíveis sem restrições a partir de dia 8 de Janeiro.
A Biblioteca albergava já importantes documentos históricos de acesso condicionado. Mas a partir da próxima quinta-feira passarão a estar acessíveis, sem restrições, mais de 1500 testemunhos culturais, incluindo textos literários, pautas musicais, ensaios, poemas e estudos científicos.
Estarão igualmente disponíveis para consulta textos de grandes autores portugueses falecidos há mais de 70 anos (autores no domínio público).
Na óptica do Instituto, "esta nova ferramenta em linha revela-se de importância decisiva para uma comunidade linguística com mais de 220 milhões de falantes e também para um número crescente de pessoas que, em todo o mundo, se interessam pela cultura portuguesa e que pretendem estudar o português".
Argumenta ainda a instituição que "os dados conhecidos sobre a circulação do livro português nos PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) reforçam a extrema necessidade de uma ferramenta com estas características que, em articulação com os centros culturais e centros de língua portuguesa, poderá potenciar em grande medida o acesso à cultura portuguesa escrita".
O Instituto Camões é um organismo autónomo do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

No Público

Kommentare