O BUDA NO SÓTÃO

No 40º encontro do Círculo Literário opiniamos sobre a novela The Buddha in the Attic da autora americana de descendência japonesa Julie Otsuka, publicada nos Estados Unidos em Agosto de 2011.  Ela baseou a sua pesquisa em cartas, relatos, diários da época.
Vencedora do PEN/Faulkner de literatura em 2012, a novela narra em coro a vida da comunidade japonesa na costa oeste americana.

 
 Ilustração: Clifford Harper

The Buddha in the Atticfoi o primeiro livro que li no meu terraço rodeada de crisântemos, em grego significa flor de ouro. Além de uma sensação de bem estar e relaxamento foi um deleite viver os sonhos e as desilusões das raparigas japonesas que abandonam a pátria, os costumes, a língua, a família, à busca de uma vida melhor.
Elas tinham os cabelos negros e longos e não eram muito altas. A mais nova tinha 12 anos, a mais velha, 37. 
Algumas vinham do campo e nunca tinham visto o mar. 
Não conheciam os seus maridos, mas nas fotografias eles pareciam bonitos e bem-sucedidos na vida. Elas estavam convictas de que lhes garantiriam um futuro melhor. 
O relato vai dos sonhos no navio, passando pelo choque da chegada a São Francisco, pelo nascer e crescer dos filhos, que falam apenas inglês, até à deportação para as áreas militares, os chamados campos de exclusão durante a Segunda Guerra Mundial após o ataque à base norte-americana de Pearl Harbor, efetuada pela Marinha Imperial Japonesa na manhã de 7 de Dezembro de 1941.

No próximo encontro do Círculo Literário a 21 de Novembro de 2014 vamos falar sobre a novela “A neve caindo sobre os cedros”, de David Guterson.

Kommentare

  1. ~ Deve ser muito interessante. Vai para a lista dos favoritos. ~

    ~ ~ ~ ~ Beijinhos e bom fim de semana. ~ ~ ~ ~

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não sei, se a novela “The Buddha in the Attic” já está traduzida em português.

      O meu fim de semana vai ser muito duro, porque tenho de me separar da maior parte dos meus livros.

      Abraço de amizade da amiga de longe!

      Löschen
  2. Não conheço nenhum deles, confesso.
    Boa semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O Pedro não conhece o filme baseado na novela “A neve caindo sobre os cedros”?

      Um filme maravilhoso!!!

      Löschen
  3. Também não conheço nenhum desses livros mas fiquei interessada!
    A minha mudança está concluída...deixei Lisboa, a casa era arrendada daí não deixar grandes recordações mas gostava dos poentes vistos da enorme janela da cozinha!
    Foi só encaixotar e agora tentar arrumar de novo...
    Só dói deixar de ver os meus netos todos os dias! :(
    Afastei-me uns dias do computador para me testar e comecei a reler um livro português...talvez fale disso!
    Parece-me que a tua mudança é mais dolorosa do que a minha!

    Abraço solidário

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Na verdade, Rosa dos Ventos, a minha mudança é mesmo muito dolorosa.

      Entrego esta casa, onde vivi momentos muitíssimo felizes com a minha família, no dia 30 deste mês.

      Vou até à cidade invicta em Outubro e quando regressar vou escrever como uma arte de terapia sobre a minha nova vida.

      Até lá também eu te abraço com muita amizade.

      Löschen
  4. ~ ~ Deixas a gata para trás, para não ficar stressada (com quem?), na casa que muito amas, mas trocas por um apartamento...
    ~ ~ Estás a passar por alguma situação difícil, Teresa?!

    ~ ~ ~ ~ Abraço e beijinhos. ~ ~ ~ ~

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O meu gato Casimir fica com a minha filha mais nova até eu regressar do Porto no dia 18 de Outubro.

      A casa que vou deixar no dia 30 de Setembro é uma casa para uma grande família (pais e quatro filhos), só que agora vivo sózinha.

      Estou a passar por situação muito difícil, Majo, mas não por causa da casa, pois que a minha nova moradia é muito bonita.

      Abraço e beijinhos também para ti.

      Löschen
  5. Quando há dias passei por aí, bem me pareceu vê-la a ler no terraço! Estive quase para mandar um piropo, mas contive-me.
    Beijinho

    AntwortenLöschen
  6. Só depois de comentar fui ler os outros comentários ( coisa que aliás raramente faço) Peço, por isso, desculpa pelo teor do meu comentário. Que as coisas se componham e ultrapasse este período difícil, minha querida amiga.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A reviravolta na minha vida apanhou-me de surpresa, Carlos.

      Nas duas semanas que vou estar na "nossa" cidade tenho tempo para refletir sobre tudo que passou — para aceitar as coisas como elas são.

      Abração e muito obrigada pela sua amizade.

      Löschen
  7. Nunca ouvira falar nem na escritora, nem na obra e nem sei se tem obras editadas em Portugal, mas com o prémio que recebeu pelo menos deve ser uma boa obra literária.

    AntwortenLöschen
  8. Não conheço o primeiro livro mas conheço o título do segundo que tb não li.
    As boas leituras são lenitivos para as horas menos boas.

    AntwortenLöschen
  9. Pareceu-me deveras interessante. Já te acomodaste à casa nova ou esse jardim ainda é da antiga?

    Beijocas

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen