75º aniversário de Liv Ullmann


Liv Ullmann tornou-se conhecida pelas suas interpretações em dez filmes do realizador Ingmar Bergman como Quando Duas Mulheres Pecam (1966), Cenas da Vida Conjugal (1973), Sonata de Outono (1978). 
Uma cena do Ovo da Serpente (1977) com Liv Ullmann.
Liv Ullmann viveu de 1965 até 1969 com Ingmar Bergman. Em 1966 nasceu uma filha, a escritora Linn Ullmann.
Nascida no Japão a 16 de Dezembro de 1938, onde seus 
pais estavam a trabalhar, recebeu, desde o ínicio, as duas nacionalidades, japonesa e norueguesa. 
Iniciou sua carreira como actriz de teatro, interpretando 
os personagens Ofélia, Julieta, Margarida de “Fausto”, Joana D’Arc, A Santa Joana dos Matadouros.
Em 1980, foi nomeada embaixadora especial do Fundo das Nações Unidas para a Infancia (UNICEF), sendo em 1985 distinguida com a medalha Dag Hammarskjöld da sociedade alemã-federal para as Nações Unidas pelas actividades que desenvolveu ao longo de cinco anos.
Escreveu dois livros autobiográficos: Mutações (1975) e Opções (1985).
Actualmente trabalha como actriz e realizadora.

Kommentare

  1. Vi "Sonata de Outono",o filme de onde esta foto foi tirada, e , embora o desempenho de Liv fosse muito bom, considero o de Ingrid Bergman extraordinário.

    Estive a ler o post sobre Santa Lúcia e mais uma vez constato a continuidade do sagrado e as suas transmutações...

    Boa semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Escolhi a fotografia do fime "Sonata de Outono", porque o canal Arte apresentou há dias um programa sobre a Liv Ullmann, por causa do seu aniversário e a seguir este filme, que é um dos meus preferidos do Ingmar Bergman.

      A Ingrid Bergman no papel da mãe é soberba, é única, sendo nomeada para o Óscar.

      No Sul da Europa continua o sagrado, no Norte as suas transmutações.

      Löschen
  2. Vi-os todos. Porque gosto de Bergman e ela casa muito bem com os filmes dele

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Concordo com o Carlos em absoluto!

      Também vi todos os filmes deste extraordinário realizador, sendo o meu filme preferido "Morangos Silvestres" que realizou antes de conhecer a Liv.

      Löschen
  3. "Envelhecer muda a gente por dentro. Quando uma mulher é atraente, ela deposita muito de si em seu visual. Seu rosto é uma pintura. Diz tudo. Quando essa mulher envelhece e se olha no espelho, dependendo do ângulo da luz, ela vai se sentir bonita, achar encantos. Mas aí ela olha uma foto e vê que é mentira, pois o tempo está ali, na frente. Eu estou nessa fase, de ver que a pintura não é o rosto, é o interior. Mas ainda me sinto mais bonita do que as mulheres de botox. Minha face não tem retoques. Sou o que sou" Palavras de Liv Ullmann. Parabéns para essa mulher que o tempo não tirou a doçura!
    Boas festas e feliz 2014!
    Beijus,

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Mesmo sem retoques a face da Liv é bela!

      Löschen
  4. Uma cena do Ovo da Serpente com Liv Ulman
    Uma das preferidas de Ingmar Bergman !

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Gostei tanto da cena do Ovo da Serpente com Liv Ulman, que roubei logo!

      Löschen

Kommentar veröffentlichen