Aguenta-te firme!

 
O Dia Internacional do Homem é celebrado na Alemanha no dia 19 de Novembro, mas em Portugal a comemoração acontece no dia 15 de Julho, data essa, que me passou desapercebida até ler a notícia no picosderoseirabrava.

Nós também achamos que o homem merece, precisa mesmo, de um dia só para ele, já que as mulheres têm os 364 dias do ano.

Cliquem aqui para lerem o que a Graça com humor escreve sobre o assunto.

Kommentare

  1. Desconhecia a existência dessa celebração, confesso.
    Boa semana!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Quero lá saber do Dia Internacional do Homem, Pedro!!!

      Gostei muito do que a Graça escreveu sobre o assunto, mais nada.

      Löschen
  2. Há já vários anos que o Dia acontece, sim

    Boa semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Como já disse ao Pedro, o Dia Internacional do Homem pouco me importa, mas achei que a Graça escreveu com muito humor sobre esse tema.

      Löschen
  3. A Graça já se tinha queixado de não lhe ligares "pívia"! :-))
    Assim é que é!
    Amor com amor se paga!
    Ainda hei-de cá voltar hoje...ou amanhã! :-))

    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Só há dias é que descobri o blogue da Graça, e dei logo de caras com um texto com imensa piada.

      Löschen
  4. Cara Teresa
    Se fosse o conteúdo do que escrevi lá no meu sítio que estivesse em causa, justificar-me-ia lá...como não é o caso, tenho apenas a dizer que não fiz a leitura tão radical que fizeste porque já conheço o Rui Fernandes há muito.
    Parece-me que ele se queria referir sobretudo ao papel da "comercialização" da imagem feminina na sociedade em que vivemos!
    Vou dizer o mesmo à Dalma!

    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Já estou arrependida de ter escrito aquele comentário no teu blogue, Rosa dos Ventos, pois é como diz um provérbio muito velho:

      "Quem se entretém a atirar pedras aos cães que ladram, nunca mais chegará ao fim do seu caminho."

      Vou deixar de atirar pedras e o Rui Fernandes que continue a ladrar à vontade...

      Löschen
  5. Vê lá a injustiça e a inferioridade em que colocam o homem : 364 dias para elas e apenas 1 para eles ! :((
    ... e tendo ainda em conta a facilidade de fazer uma mulher feliz contra a dificuldade de o fazer ao homem !
    Ora vê aqui o link :

    http://coisas-da-fonte.blogspot.pt/2011/10/e-facilimo-fazer-uma-mulher-feliz.html
    .

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não vi o link, porque não o encontrei.

      O que é que os homens têm a ver com a minha felicidade, Rui?

      Liberdade é para mim o sinónimo de felicidade, portanto sou muito feliz.

      Löschen
  6. Normalmente as minhas postagens não dão para qualquer discussão de tão banais que são! :-))
    Se não concordaste fizeste bem em falar...
    Acontece que o Rui Fernandes não voltou por isso não pôde explicar-se!
    "Conheço-o" há muito mas ele raramente aparece.
    Agora fico a pensar que também eu não deveria ter dito nada...

    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Na minha opinião, Rosa dos Ventos, devias esquecer o caso Rui Fernandes, porque afinal, não passou de uma tempestade num copo de água.

      Löschen
  7. Ematejocamiga



    Vogando pela blogosfera. Sem rumo definido, encontrei-te no blogue da Graça. Vim até cá – e gostei. Foi uma boa dica. Se não tivesse gostado, também to dia. Sou pão, pão, queijo, queijo; ou como na tropa aprendi: serviço é serviço; conhaque é… conhaque.

    Vou a caminho dos 72 aninhos. Sou virgem (20/09/41, para efeitos de prenda…) mas tenho, temos, a Raquel e eu, três filhos, quatro netos e uma neta. E vamos fazer 50 anos de casado – ai o que eu tenho sofrido para aguentar tamanha cruz… Bodas de ouro? Nada, não. Na verdade, bodas de felicidade.

    Gosto de ser brincalhão e brejeiro com quem mo merece – e mo permite e me responde no mesmo tom. A minha Travessa do Ferreira (http://aminhatravessadoferreira.blogspot.com ) pode ser o exemplo do que gosto de gozar: enfim, sou um velhote que persiste em ser jovem… da cabeça… de cima.

    Como aqui vim e como Amor com Amor se paga, espero por ti, pelos teus comentários e pela tua (per)seguição. O mesmo já aqui fiz, ou seja: já faço parte dos teus perseguidores. Podes entrar na minha Travessa que então será também tua. Isto é, nossa.
    Peço-te desculpa deste escrito que é maior do que a légua da Póvoa

    Qjs = queijinhos = beijinhos


    ________________
    NB – Este texto é estereotipado. Não tinha, nem tenho, nem teria tempo de o escrever um por um. Mas não entendas isto com falta de consideração ou malandrice. Mas posso assegurar-te que ser reformado é quando se trabalha mais. E ainda: um jornalista nunca se reforma – no papel, sim, na mentalidade, nunca.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Eu, símbolo da fertilidade, já te persigo há muito tempo, Henriquamigo!

      Löschen
  8. Ainda não li o texto da Graça, mas a celebração do Dia do Homem é muito recente e uma estupidez, na minha modesta opinião.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Também eu acho "os dias de" cansativos e desnecessários, embora na Alemanha sejam um evento político, do qual se colhe alguns frutos.

      Não quis chamar a atenção para o Dia do Homem, mas sim, para o texto da Graça que vale a pena ler.

      Löschen
    2. Eu percebi, Ematejoca. Também gostei do texto dela.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen