história de um aniversário

Como não gosto de festejar o meu aniversário, costumo escapar-me para uma outra cidade, sendo Lübeck, a cidade que eu tencionava visitar este ano, sem saber, que familiares tinham planeado 3 dias de festa:

No dia 31 de Maio em Hösel com lanche no alpendre do jardim, debaixo de chuva torrencial, e o jantar dentro de casa, devido à continuação do meu tempo.
No dia 2 de Junho jantar no jardim dos Baumis, sem chuva.
No dia 3 de Junho brunch em Osterrath, que também teve de ser dentro de casa, por causa de uma chuva miúdinha e irritante.

No dia 2 de Junho fiquei em casa a descansar e a experimentar a minha NIKON COOLPIX L 810.

Como tenho andado afastada da blogosfera, só hoje é que vi estas maravilhosas rosas de santa Teresinha, que me foram oferecidas pela minha querida amiga Teté. Muitíssimo obrigada!

Kommentare

  1. Também tinha flores para lhe dar
    Mas, com a espera, acabaram por murchar...

    Beijo e gracejo

    AntwortenLöschen
  2. E, agora, que a apanho aqui, parabéns a você!!!
    Bjs

    AntwortenLöschen
  3. Tantas festas!
    Tu não gostas, mas há quem goste de te surpreender, não é?:)
    beijinhos

    AntwortenLöschen
  4. Sim, a foto foi tirada por mim! E não tens nada que agradecer, que foi com gosto... :)

    Beijocas!

    AntwortenLöschen
  5. Boda molhada, boda abençoada. Não foi uma boda, mas foi um aniversário ( de arromba...) e vai ter um ano abençoado
    Beijinho

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen