A vida não é de se brincar porque em pleno dia se morre!

Esta tarde encontrei numa gaveta este texto escrito à máquina num papel um pouco amarelado. Não sei como ele me veio parar às mãos. A autora - Clarice Lispector - é-me quase desconhecida.

Sonhe com aquilo que você quiser. Vá para onde você queira ir. Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos. Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades para fazê-la forte.Tristeza para fazê-la humana. E esperança suficiente para fazê-la feliz.As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos. A felicidade aparece para aqueles que choram. Para aqueles que se machucam. Para aqueles que buscam e tentam sempre. E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas. O futuro mais brilhante é baseado num passado intensamente vivido. Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepções do passado. A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar, duram uma eternidade. A vida não é de se brincar porque em pleno dia se morre.

Um momento! Estas palavras não me são desconhecidas. Ou melhor, o sentido destas palavras. Eu repito-as amiúde na língua alemã. Estas palavras são a minha resposta às pessoas, que me acham egoísta. Eu não sou egoísta, eu sou realista. E a realidade diz-me, que possuío apenas uma vida, tenho portanto de aproveitá-la para fazer aquilo que eu quero e não aquilo que os outros querem.

A vida não é de se brincar porque em pleno dia se morre!

Kommentare

  1. Não podia estar mais de acordo, Teresa!

    O nome de Clarice Lispector não me é estranho, não estou a ver de onde... Lá irei pesquisar para a net... :)

    Beijoca!

    AntwortenLöschen
  2. Boa noite Teresa

    Que cada um se realize e deixe os outros traçarem o seu caminho, com ou sem régua de esquadro.

    Eu tenho impressão que esta autora pertence a séries televisivas, mas não tenho a certeza.

    Beijinhos,
    Isabel

    AntwortenLöschen
  3. Olá ematejoca azul, Clarice teve uma vida absolvida por seus escritos, assim como V.Woolf ( um de seus contos mais belos chama-se: Felicidade ). Mas no caso de Clarice certa vez quando perguntada sobre os adultos, disse que os mesmos eram tristes e solitários; no meu ponto de vista há o que se questionar !?

    Tenho esta entrevista aqui comigo, caso queira, sendo que também a mesma é fácilmente localizada no Youtube. ( está dividida em 4 partes ). Em tempo, aproveito para citar Guimarães Rosa: " Viver é perigoso".

    Abraços Literários
    Marcos Miorinni

    AntwortenLöschen
  4. Não vejo ai algo que justifique o egoísmo...

    Quem diz que o que nós queremos fazer não é solidário e bom? Esse texto diz para não sermos os que a sociedade manda, mas sim o que o nosso coração quer...

    Eu acho que só vou ser feliz a ajudar o mundo... mas outros tem opiniões diferentes...

    AntwortenLöschen
  5. Dieser Kommentar wurde vom Autor entfernt.

    AntwortenLöschen
  6. Este texto diz para não sermos os que a sociedade manda, mas sim o que o nosso coração quer... é isso mesmo o que eu faço!
    Mas enquanto tu, Grifo, só podes ser feliz a ajudar o mundo... eu só sou feliz em me ajudar a mim própria. A vida é muito curta, e eu quero tirar dela o melhor proveito.

    AntwortenLöschen
  7. O que tem o poema a ver com querer ser missionário?? ou já tinha a ver com o assunto a baixo?

    Já me disseram que é uma fase... mas eu não quero que seja uma fase, e vou orientar a minha vida para isso... mas vou estudar aquilo que gosto...

    eu sabia que irias ter uma opinião diferente... assim como milhões de pessoas no planeta...

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen