AMESTERDÃO


O fascismo é o tema central de Amsterdão, mesmo que não se perceba imediatamente.
Porque David O. Russell faz desvios complicados para chegar ao seu ponto de vista, e o faz com uma narrativa cinematográfica que pode pelo menos ser descrita como estranha ou excêntrica.
A comédia é sua especialidade, como sabemos desde a sua obra-prima "Silver Linings Playbook" (2012), após a qual seguiu com "American Hustle". No entanto, "Amsterdão" é tudo menos uma comédia clássica.
Embora „Amsterdão“ não seja 
um tratado político, David O. Russell baseou a sua história num acontecimento real. Porque naquela época havia muitos apoiantes de Hitler e Mussolini na América, especialmente nos círculos ricos. Havia até planos concretos de golpe — o chamado "Putsch de Wall Street" de 1933 — um episódio amplamente esquecido na história americana. Mais uma vez, as possibilidades de relacionar o filme com o presente são mais do que claras.

ANÁLISE INTERMEDIÁRIA
 Sem onda vermelha: os democratas aguentam-se surpreendentemente bem

Kommentare

  1. Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer11/09/2022

      Eu voltei à sala escura do cinema 🎥

      Löschen
  2. Uma amiga convidou-me para ver este filme. Vi a trailer, mas não me cativou apesar dos bons atores que tem. Os críticos não lhe foram favoráveis, para além de haver algumas cenas violentas que recuso ver no cinema.
    Sim, os Republicanos não tiveram aquela “onda vermelha” que tinham previsto, mas estou em crer que irão ter a maioria na Câmara dos Deputados e no Senado.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer11/10/2022

      „O pior pecado que um filme pode cometer é ser chato.
      O segundo pior pecado é ser confuso.
      Amsterdam comete ambos os pecados.“

      Há uma pontinha de verdade na análise cinematográfica, no entanto, não desgostei do filme 🎥 e adorei encontrar-me numa sala escura de um cinema.

      Os democratas perdem a Câmara dos Deputados, mas mantêm-se firmes.
      O que esses intermediários significam para os EUA?
      E uma nova onda trumpiana de protesto está prestes a começar?

      Löschen
  3. Não vi este filme.
    Mas pela descrição pareceu-me interessante.
    Não suporto trumpistas. E foram muitos eleitos, nomeadamente negacionistas.
    Continuação de boa semana, amiga Teresa.
    Um beijo.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer11/10/2022

      Três amigos — um médico, um advogado, uma enfermeira, cujo irmão é ultranacionalista — encontram-se no centro de uma das intrigas mais secretas da história americana.

      A ausência da esperada onda de sucessos nas eleições republicanas também enfraquece a posição de Trump, que apoiou alguns candidatos que não tiveram sucesso.

      Löschen
  4. Também fiquei admirada com os resultados das eleições.
    Quanto ao filme, viven onde vivo, provavelmente não o verei.

    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer11/10/2022

      As pesquisas não fizeram a melhor curva. Guiado pela tradição que o partido do presidente quase sempre perde no meio do mandato...

      Embora Düsseldorf não seja uma cidade empolgante como Berlim, satisfaz as minhas ambições políticas, sociais e culturais.

      Löschen
  5. As pipocas afastaram-me das salas de cinema...

    GRande abraço e boa noite

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Teresa Palmira Hoffbauer11/10/2022

      No Atelier Kino im Savoy-Theater não há pipocas 🍿 embora as picocas não me incomodem, logo que a pessoa ao meu lado não faça barulho.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen

Beliebte Posts aus diesem Blog

Jo Nesbø: Ciúmes

Pinceladas selvagens