A melhor luz para ler 📖 é a luz do sol


A minha leitura ao ar livre no fim-de-semana.
“Er hieß Jan”  || “Ele chamava-se Jan” da autora alemã Irina Korschunow  (1925-2013), que nasceu e cresceu em Stendal, estudou em Göttingen e Munique. 
O livro foi escolhido para a leitura na aula de religião num dos liceus de Düsseldorf.
Uma escolha acertadíssima.
Quando o amor é um crime — é o tema do romance para a juventude sobre as confusões nos últimos meses da guerra — premiado inúmeras vezes.
Pouco antes do fim da Segunda Guerra Mundial a alemã Regine conhece Jan, o trabalhador forçado polaco. No início, ela não quer nada com o “subumano polaco”. Aos poucos, o jovem polaco começa a impressioná-la profundamente.
A história de amor que então começa traz os dois em perigo mortal…..

 

Kommentare

  1. Deve ser bem interessante.
    Gosto muito destes temas da 2ª Guerra Mundial.

    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. NÃO gosto absolutamente nada destes temas da 2ª Guerra Mundial.
      Como fui eu que comprei o livro 📕 resolvi lê-lo antes do entregar à destinatária.
      Abraço outonal 🍁

      Löschen
    2. Deve ser por teres tantos anos de vivência alemã!

      Abraço

      Löschen
    3. Antes mesmo de viver na Alemanha 🇩🇪 já detestava todos os livros com esse tema.

      Löschen
  2. Desconhecida por esta zona, só existem traduções em castelhano.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Quando comecei a ler o romance somente o mencionei no “Trovoada de Maio”, porque sabia que não estava traduzido em português. Entretanto, pensei que talvez fosse interessante dizer o que as crianças alemãs lêem na aula de religião num liceu católico.

      Löschen
  3. Fiquei curiosa com este livro!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Lamento que o livro não tenha tradução para o português.

      Löschen
  4. Não conheço.
    Comecei a ler "Último olhar", de Miguel Sousa Tavares.
    E terminei "Terra Americana", de Jeanine Cummins. Aconselho a leitura. Durão, extraordinário!
    Beijo Teresa. Feliz fim-de-semana. Aqui chove.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O bestseller "American Dirt" de Jeanine Cummins ainda não li, li sim, as críticas (algumas pouco favoráveis) na imprensa literária alemã. Tenho dois livros do Miguel Sousa Tavares à minha espera na estante.
      Se amanhã chover, continuo a ler o livro dentro de casa.
      Boa noite 🌙 Teresa!!

      Löschen
  5. Claramente que não conheço. Mas fiquei curiosa! 💙🍁
    *
    Não é fantasia nem invenção
    *
    Beijos e um excelente fim de semana.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não existe tradução em português.

      Boa noite 🌙 Cidália!!

      Löschen
  6. Mais um livro
    Lembra-me as minhas fases
    de leitor compulsivo
    de os alugar,
    na loja do sr. Cunha
    na itinerante da Gulbenkian
    de os comprar em estado usado
    nos alfarrabistas do Chiado
    de fazer permutas de leitura
    na messe transformada em universidade livre
    durante a Guerra Colonial
    de me associar a uma editora
    de ir comprando e lendo
    de ir comprando e lendo
    um dia parei
    e me interroguei
    do tanto que aprendo
    quando o tempo em que ponho em gesto
    o que vou lendo?
    Não parei de ler...
    Mas reconheço que tenho mais que fazer

    Topas?

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Topei que um homem que quer salvar o mundo 🌍 NÃO tem tempo para ler.

      Löschen
  7. Antworten
    1. A aproximação do inverno impede a leitura nas esplanadas, no meu terraço, no meu jardim 🪴 no sofá também sabe muito bem.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen

Beliebte Posts aus diesem Blog

Traje X Moda

Noite de Luar