Scoop | O Grande Furo


 SCOOP é o segundo de três filmes em que o realizador Woody Allen e a actriz Scarlett Johansson trabalham juntos. Os demais foram Match Point (2005) e Vicky Cristina Barcelona (2008). 
O filme conta a história de Sondra — vivida pela sexy Scarlett Johansson — uma jornalista desajeitada, que atrás de uma carreira jornalística promissora, se incumbe de investigar o aristocrata britânico Peter Lyman (Hugh Jackman), um milionário que pode ser o assassino das cartas de tarot que a polícia britânica tanto procura. Na empreitada, ela contará com a ajuda de Sid — Woody Allen, sempre como si mesmo — um mágico amador e de má qualidade, e tão sem noção quanto a sua parceira. 
 O música que toca no final do filme, assim como em diferentes partes do mesmo, é chamada "In The Hall of the Mountain King" do célebre compositor norueguês Edvard Hagerup Grieg. 

Ao sair do cinema a minha amiga Christa comenta em voz baixa: 
"A melhor coisa do filme foi, definitivamente, a morte do personagem interpretado pelo Woody Allen."
Embora não seja um dos melhores filmes do realizador americano, é uma comédia divertida e poética.  
Scarlett e Woody mostram muita sincronia em personagens aliciantes e um pouco caricatas. 
À saída da sala escura foi como que se eu estivesse saindo de um processo de hipnose. 


Kommentare

  1. Acredito que seja um filme muito agradável de ver... sentado no sofá... com as pipocas ao lado...
    Deixando um beijinho borbulhante

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Amo a sétima Arte, mas não gosto de pipocas.

      Tem uma noite borbulhante, Rike!!

      Löschen
  2. Muito bem, parece um bom filme. Gosto de comédia!:))
    ��
    *
    Existe um sol, que me seduz ...
    *
    Beijos, e um excelente fim de semana. :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Existe um realizador que me seduz: Woody Allen.

      Tenha uma boa noite, Cidália!!

      Löschen
  3. O nome não me é desconhecido, mas acho que nunca vi o filme

    AntwortenLöschen
  4. Ainda não voltei a entrar numa sala de cinema, embora a hipótese até se tenha colocado esta noite. :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Vi Scoop duas vezes em salas de cinema.
      A primeira vez com a minha amiga Christa, que não gostou do filme.
      Esta noite, vi o filme num canal da TV alemã.
      Eu adoro os filmes de Woody Allen, mesmo os mais fracos.

      Löschen
  5. Como ela era novinha aqui.
    Pesquisei. Foi um filme de 2006. Não vi. Por vezes, Woody é um pouco excêntrico para o meu gosto.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Lindíssimos 22 anos.

      Excêntrico e neurótico: um tipo interessante.

      Löschen
  6. Já tenho o livro “Don Juan de La Mancha de Menasse. A primeira página tem uma citação de Fernando Pessoa. “Exactly the same life all over again, only different.”
    : )

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Entre 1981 e 1988 Robert Menasse trabalhou no Instituto de Teoria Literária da Universidade de São Paulo. O autor austríaco é tradutor da língua brasileira.

      Löschen
  7. Os filmes de Woody além de divertidos fazem pensar!

    Abraço

    AntwortenLöschen
  8. ADORO os filmes de Woody Allen, embora ele não seja um Ingmar Bergman, um Federico Fellini, um Luis Buñuel, um Rainer Werner Fassbinder.

    AntwortenLöschen
  9. Ainda não vi, mas como gosto dos filmes de Woody Allen quero ver

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen

Beliebte Posts aus diesem Blog

Jo Nesbø: Ciúmes

Pinceladas selvagens