Lê e partilha um conto de Natal 🎄


«Scrooge não voltou a falar com Espíritos mas passou a viver sempre na prática de uma verdadeira caridade cristã, a ponto de poder afirmar-se que era o homem que melhor sabia festejar o Natal e cumprir os deveres que ele impõe. Oxalá se possa contar o mesmo de vós, de mim, de nós todos para que, como dizia Tiny Tim, 'Deus nos abençoe a todos quantos existimos!'»

A CANÇÃO DO NATAl 🎄 A CHRISTMAS CAROL

Kommentare

  1. Essas são as eternas companhias nesta quadra.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Companhia desde o tempo de criança nesta época festiva 🌲

      Löschen
  2. O Natal (o ano inteiro, aliás) necessita de muitos "Scrooges" após "conversão"...
    Já da "verdadeira caridade cristã"... (respirar fundo) não sei se sei muito bem o que isso significa... vejo muitos cristãos, mas muito pouco praticantes... (sorrisos)
    Não conheço o livro, obrigado, um beijo e boa semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Charles Dickens soube transmitir, como nenhum outro escritor, aquela sensação arrebatadora, que envolve o mundo cristão na quadra festiva do Natal. Saindo do mundo literário, vemos muitos mais "Scrooges" antes do que após "conversão"‼

      Löschen
  3. A caridade natalícia não me diz muito por isso eu volto sempre a Miguel Torga no seu conto "Natal" in Novos Contos da Montanha, onde o velho Garrinchas, mendigo itinerante, acaba por encontrar abrigo numa capela isolada, em Noite de Natal.
    Conheço o livro e o filme!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Em 2014, publiquei AQUI o conto de Natal, tendo como protagonista o velho mendigo Garrinchas. O filme não conheço‼

      Löschen
  4. A prenda perfeita para a minha neta Carolina!
    Bela dica, amiga!
    Beijo, « Deus nos abençoe a todos quantos existimos!'»

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Uma prenda perfeita da minha avó, quando eu tinha nove anos‼ Guardo este livro como uma relíquia.

      Löschen
  5. Há uma estação radiofónica que começou a transmitir canções de Natal desde o primeiro de novembro, creio. Non stop!!
    No domingo fui a um concerto de Natal (o terceiro este ano e vou a um quarto no próximo domingo) e a certa altura o maestro volta-se para a audiência e com um gesto indica que todos cantemos Silent Night. Foi uma sensação muito agradável e emocionante. Só fiz parte de um coro quando andava na escola primária. O meu talento é praticamente inexistente, mas no meio de duas ou três centenas de pessoas, ninguém reparou. Adoro estes concertos comunitários, quer em igrejas (os que prefiro) quer em salas de espetáculos pequenas, como esta última.

    Este tipo de letra é mais “friendly” para os meus olhos. Danke!!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Oberdorf, 1818‼
      O pastor auxiliar Joseph Mohr e o professor da aldeia Franz Gruber escrevem a mais bela canção de Natal 🌲 "STILLE NACHT, HEILIGE NACHT" 🌲

      Löschen
  6. Antworten
    1. Os Contos de Natal 🌲 de Charles Dickens são os meus amigos da infância‼

      Löschen
  7. O Natal gera nas pessoas uma certa bondade e gentileza que, parece não existir, nos restantres dias do ano. Mas que assim seja. Viva o Natal
    .
    Boa noite

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Como Charles Dickens escreve num dos contos:

      "o Natal só acontece uma vez no ano, triste verdade, pois se aparecesse todos os meses, este mundo seria muito diferente".

      Löschen
  8. Oxalá esse livro abra certas mentes fechadas
    .
    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não creio que um livro abra certas mentes fechadas‼

      Löschen
  9. Já li esse livro como li o de Miguel Torga. E gosto de contos de Natal. E de concertos de Natal e Ano Novo. Porque são alegres e têm certa magia. Se possível, assisto a ambos.
    Não creio que as pessoas se tornem melhores depois do Natal. Mas é uma festa que apela ao amor familiar e à reunião. Celebra o nascimento de um Deus que se intitulou a si mesmo de Um Deus que nasce por amor aos homens. É motivo para celebrar.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A realidade NUNCA é tão serena como um presépio, mas pode, ao menos, tentar sê-lo‼

      Löschen

  10. E quem se lembra deste «Scrooge» de 1970, protagonizado por Albert Finney!?

    Beijinhos pré natalícios
    (^^)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não conheço este "Scrooge"‼ Muitíssimo obrigada pela partilha, Clara. Vou vê-lo esta tarde.

      Beijinhos de luz ténua 🌲

      Löschen

Kommentar posten