Edvard Munch


A vida de Edvard Munch, que nasceu em Løten a 12 de Dezembro de 1863, foi um verdadeiro GRITO: a mãe faleceu quando ele tinha cinco anos de idade, a irmã mais velha aos quinze anos, a segunda irmã morreu após o casamento e a irmã mais nova sofria de doença mental. O próprio Edward Munch enfrentava diversas doenças.

A série tem quatro pinturas conhecidas: duas na posse do Museu Munch, em Oslo, outra na Galeria Nacional de Oslo, e outra em coleção particular.
Em 2012, esta última tornou-se a pintura mais cara da história a ser arrematada, num leilão, por 119,9 milhões de dólares. 

É uma injustiça reduzir a sua obra a um único quadro, quando Edvard Munch é o melhor pintor norueguês de sempre e um dos precursores do expressionismo alemão.

 Noruega foi o país convidado da Feira do Livro de Frankfurt am Main 2019: a princesa Mette-Marit, o príncipe Haakon e o escritor Karl Ove Knausgård foram os convidados de honra na inauguração da exposição Edvard Munch — visto por Karl Ove Knausgård  — em Düsseldorf.

Kommentare


  1. Esse quadro provoca-me arrepios!
    Pelo contrário, a fatia de bolo (que tem um excelente aspecto)... a esta hora da noite com o jantar já digerido, está já a fazer-me olhinhos!!

    Beijinhos com cobertura
    (^^)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Nem o quadro nem o bolo me causam arrepios 😱

      Beijinho sem cobertura de chocolate!!

      Löschen
  2. O Grito perturba.
    Era essa a intenção e consegue-a perfeitamente.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não acredito que a intenção de Edvard Munch fosse perturbar. Ele é que era um homem absolutamente perturbado 😱

      Löschen
  3. Bolo com o Grito em cima, não!
    Com uma vida tão sofredora e atribulada não admira que a maior parte dos seus quadros sejam perturbadores.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Para a exposição de Düsseldorf, o escritor norueguês Karl Ove Knausgård escolheu quadros menos perturbadores 😱

      Löschen
  4. É um quadro que acho muito transparente, um sinal claro e evidente de fragilidade. E já vi e ouvi alguém admitir, eu sou essa pessoa do quadro. E é mesmo. Há gritos tão irrevogáveis e penetrantes que nunca verdadeiramente os entenderemos.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Há na sua escrita gritos tão irrevogáveis e penetrantes, que nunca verdadeiramente os entenderemos. Um sinal claro do talento absoluto da bea 📚

      Löschen
  5. Acredito que a "dor", o sofrimento pessoal, eleva a "arte", talvez ainda mais inspirador do que um momento de amor.

    Um beijo

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Um fogo devora um outro fogo 😱

      Um beijo de amizade 💙

      Löschen
  6. Apesar de não conhecer muito bem a obra, acho que ainda conhecia mais da obra do que da vida do autor. De fato, uma existência bastante espinhosa (grandes artistas geralmente têm - tiveram - vidas difíceis). Beijo!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Um dos mais infelizes foi, sem dúvida, Vicent van Gogh‼

      Beijo, querido POETA, desejando-te uma vida fácil e muito feliz 🍀

      Löschen
    2. Vincent van Gogh foi um dos mais infelizes e, também, um dos mais geniais! E tão estranho pensar que ele nem fazia ideia do imenso reconhecimento mundial que teria depois de morto!

      Obrigado, desejo-te o mesmo! :)

      Löschen
    3. Refiro-me a ti porque és um POETA‼
      Eu não sou pintora, nem sou poetisa.
      Não sou absolutamente nada.
      Perdão, sou uma burguesa feliz‼

      Löschen
  7. Muito bem! Interessante publicação :))

    Hoje : Tempo incerto numa acalmia que dói

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Interessante não é aquilo que AQUI escrevo, interessante é a exposição de Edvard Munch em DÜSSELDORF, sem O GRITO 😱

      AQUI, o tempo também anda muito incerto numa acalmia que aborrece‼

      Löschen
  8. Péssima escolha do 'Grito' para ser degustado, com prazer, numa fatia de bolo.
    Munch tem telas bem mais 'apetitosas'... Quem pensar muito em tristezas, ainda se pode engasgar...

    Beijinhos, Teresa!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O café do Museu de Edvard Munch em Oslo, escolheu O GRITO para enfeitar as suas tortas, por ser precisamente o quadro mais famoso do artista norueguês 😱 Na exposição do K20 em DÜSSELDORF, podemos apreciar as telas *apetitosas* ‼

      Beijinho tranquilo 💙

      Löschen
  9. Nunca é correto reduzir a obra de qualquer artista a uma única representação. Aliás, não faz qualquer sentido essa limitação

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O autor norueguês Karl Ove Knausgård pensou o mesmo e, mostra na exposição de Düsseldorf, uma outra faceta artística de Edvard Munch 😱

      Löschen
  10. Bom post
    Sempre informando
    Bjs
    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Vou ter Gêmeos

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Prefiro dar informações absolutamente desnecessárias – do que ter gémeos!!

      Löschen

Kommentar posten