MARGARET ATWOOD


Margaret Eleanor Atwood nasceu em Ottawa a 18 de Novembro de 1939. 
Foi para a Alemanha pela primeira vez por causa de um editor alemão, nos anos de 1970. Então, em 1984, começou o livro The Handmaid´s Tale em Berlim, antes da queda do Muro. Começou o livro em Berlim e terminou em Tuscaloosa, no estado americano do Alabama, o que foi um contraste. 
Quase do dia para a noite, a história de Atwood sobre uma escrava sexual chamada Offred, que vive na República de Gilead — localizada no território dos Estados Unidos depois de uma guerra civil — 
O papel da infeliz protagonista nesta sociedade extremista cristã é gerar filhos para os líderes masculinos tirânicos. Ela não tem direitos e serve a nenhum outro propósito, sendo reduzida a uma máquina de procriação. 
O que esperar da continuação de The Handmaid´s Tale
The Testaments é ambientado 15 anos depois dos acontecimentos do famoso romance de 1985; é contado a partir da perspectiva de três diferentes narradores — nenhum dos quais é Offred.
Margaret Atwood e Bernardine Evaristo vencem prémio literário Booker 2019.

Kommentare

  1. A série televisiva com o mesmo nome (em português: A História de Uma Serva – não se está a dar em Portugal) estreou-se em 2017. Continua a passar na tv com grande sucesso.
    Esta escritora canadiana merece o próximo Prémio Nobel. : )

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não vi a série televisiva. Não gosto de séries. Li o livro e vi o filme de 1990 do realizador alemão: VOLKER SCHLÖNDORFF.

      Löschen
  2. Uma escrita com Mundo.
    Boa semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Uma escrita inteligente‼

      Boa semana com escritas com Mundo‼

      Löschen
    2. Espero que chegue cá a série!

      Abraço

      Löschen
    3. Detesto séries‼
      Não há nada melhor do que ler o livro ou até de ver o filme de Volker SCHLÖNDORFF 📚

      Löschen
    4. Podes não gostar de séries, mas esta está muito bem feita e tem ganho muitos prémios. É o que confirmam também algumas das minhas amigas, cujo poder de análise muito considero. Eu não estou a ver porque sei que é um assunto muito perturbador e estou na fase de ver e ler coisas que me alegrem. :)

      Löschen
    5. Embora seja considerada a melhor série do ano, sendo um excelente trabalho de Elizabeth Moss e de todo o elenco, não tenciomo ver uma série que já conheço o argumento. Tenciono sim, nas férias do Natal, ler: The Testaments — em alemão Die ZEUGINNEN (As testemunhas) — que já fui buscar à biblioteca 📚

      Löschen
  3. O livro já foi premiado com o Booker Prize. Well done, Miss Atwood!! : )
    Quem requisitar o livro na biblioteca (aqui) terá que esperar muito tempo.
    O sistema de bibliotecas de Toronto tem 441 exemplares de livros em papel com uma lista de espera de 1806 pessoas; tem 41 exemplares de livro em papel de letra grande e uma lista com 233; quanto ao livro eletrónico (ebook) existem 220 exemplares e uma lista de espera com 1962 utentes.

    Boas leituras!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Fui buscar o livro à biblioteca antes de ser premiado com o Booker Prize!! Recebi agora notícia da biblioteca, que tenho de o entregar antes do Natal, o que é um aborrecimento!!

      Leituras alegres 📚 que também eu preciso!!

      Löschen
  4. Comecei a ver a série e não me entusiasmou; talvez por um motivo já apontado, é uma série muito triste. Também comecei a ver outra série, "when they see us" e não consegui passar do primeiro episódio. É de uma injustiça e tristeza tão grande, e foi baseada num caso verídico. Nunca li a escritora, mas toda a gente diz bem da senhora.
    Boa noite, Teresa

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não gosto de séries sejam tristes ou alegres‼
      Margaret Atwood pertence ao grupo de escritores mais importantes do nosso tempo. Uma autora com um faro político muitíssimo apurado.

      Boa noite 🌃

      Löschen
  5. Depois desta pequena ausência na visita aos blogs amigos, venho desejar uma boa semana.

    Kique

    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.com/

    AntwortenLöschen
  6. Há uma semana que estou para iniciar a leitura de um livro
    tento e sem tempo não consigo
    de manhã, toda ela, foi um telefonema,
    e outro, e outro, e outro e fiquei na mesma
    insucesso quanto ao objectivo
    de levar um grupo, em colectivo
    ver o trabalho do Armando Caldas, "Tio Vânia"
    Afasto o desespero, contenho a ânsia
    e volto à tarefa
    apenas a interrompo para atender a Olívia
    Já temos quinze!
    Quinze? Para começar, quinze é fixe!

    De tarde
    fui preparar o Plano de Actividade
    e tratar do que não estava planeado

    Stephanie? O necessário
    ficou apalavrado!

    Olho para o tal livro que ando a tentar ler
    Talvez amanhã... se tempo tiver


    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não fico todo o dia no sofá a ler‼ Tenho também os meus compromissos, mas como não pertenço a nenhum partido político, os meus compromissos são muitíssimo diferentes dos do Rogério. Cada um tem a liberdade de viver à sua maneira‼

      Löschen

Kommentar veröffentlichen

Beliebte Posts aus diesem Blog

O que ando a ler?