Onda de calor: 31°C em DÜSSELDORF


O nosso ministro de saúde, Jens Spahn, dá conselhos como combater a onda de calor.

Beber muito.
Em caso de dúvida, pôr o saco de água quente no frigorífico.

Claro está, que o ministro não se refere à cerveja ou outras bebidas alcoólicas.
Aceito sugestões dos meus leitores.

Kommentare

  1. Descasque-se
    Refresque-se
    Hidrate-se

    Pode ser
    Sagres

    (Se for além de meio litro
    misture-lhe um "pirolito")

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Sagres não é, é sim Schlüssel, cerveja original de Düsseldorf 🍺

      Löschen
  2. Penso que roupas frescas e beber muitos líquidos ajuda a combater o calor. Bom mesmo é não andar na rua em hora de maior calor. Imagino os alemães todos suados e aflitos com os termómetros acima dos 30º:).

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Os alemães amam ainda mais o calor do que eu, portanto, nem andam suados, nem aflitos.

      Contrariando o ministro, que nos manda beber água mineral, vou agora beber uma cerveja pela vitória da equipa francesa contra a equipa brasileira por 2:1.

      Löschen
  3. Que pena não se referir à cerveja, que cai sempre bem ahahahah
    Um chá gelado - para quem gostar - ou água aromatizada são, para mim, uma boa opção. Assim como limonada

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Para matar a sede não há nada melhor do que água mineral.
      Embora que uma cervejinha à noite também não faça nada mal 🍺

      Löschen
  4. Água com gotas de limão, água de coco, iced tea. Beber antes de sentir sede.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Água com limão também bebo e gosto; iced tea é demasiado doce. Água de coco nunca provei. Eu bebo de preferência água mineral, sendo 'Fachingen' a minha favorita.

      Löschen
    2. O iced tea não tem que ser doce. Eu bebo chá sem açúcar, quer seja quente ou frio. O que se compra é que é muito doce e nada saudável.
      A água mineral estou a evitar para não ter que usar garrafas de plástico.

      Löschen
    3. Pensei que te referias ao iced tee que se compra. Chá frio e quente também bebo. Também bebo água com café e sumo de limão.

      Compro a água mineral em grades de 12 garrafas de vidro. Sempre detestei tudo que fosse de plástico, mesmo muito antes da campanha contra o plástico.

      Löschen
  5. Acrescente uma humidade acima de 90% e é Macau.
    Sauna!!!
    Boa semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Quais são as sugestões, que o vosso ministro de saúde dá, para que os habitantes de Macau suportem um clima tão pouco saudável❓

      Löschen
  6. Ah.... já sei por onde ficou retido o Verão este ano. 😊

    Teresa, esclarece-me uma dúvida.
    Quando os meus sogros ainda viviam na Alemanha, eu costumava ir lá nas férias. Do que tenho na memória, a ideia com que fiquei é que por aí não se bebe água lisa e as águas minerais comercializadas são todas gaseificadas. Estou correcta!?
    Eu nunca me habituei a beber a água alemã, por isso o meu sogro ia comprar à mercearia portuguesa água daqui da nossa serra do Gerês ou de Carvalhelhos.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Uma mercearia portuguesa na Alemanha ❓
      Interessante!
      Em que cidade ❓

      Temos águas diversas: com gás, sem gás, com muito e pouco gás. Águas biológicas e vegan. As minhas águas preferidas são a Fachingen e a Gerolstein, Muito parecidas com as Águas das Pedras, que bebo em Portugal.

      Depois de tanto falar sobre águas, vou beber uma cerveja 🍺 Prost!!!

      Löschen
    2. «Uma mercearia portuguesa na Alemanha ❓
      Interessante!
      Em que cidade ❓»

      Para te ser franca não entendi o teu espanto... mas vou passar à frente!
      Os meus sogros viveram cerca de 35 anos na Alemanha na cidade montanhosa de Lüdenscheid, pertencente à região Märkischer Kreis aí bem perto de ti, a cerca de uns oitenta e tal km.

      Löschen
    3. Achei piada ao termo 'mercearia'.
      Visitei Lüdenscheid duas vezes. Um colega da Uni, era dessa cidadezinha.

      Löschen
  7. Hamburgo é a cidade “mais portuguesa” da Alemanha. Naturalmente, há estabelecimentos geridos por portugueses. Cerca de 300 segundo li. Supermercados, mini-mercados, restaurantes.
    Acabei de ler um artigo muito interessante sobre a imigração portuguesa datado de 2012.

    Se estiverem interessadas: https://journals.openedition.org/etnografica/1412

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Catarina,
      Estive a dar uma olhadela ao artigo. Achei-o muito interessante e vou até guardar o link para lhe dar mais tarde uma leitura mais aprofundada.
      Obrigada e beijinhos.

      Löschen
    2. A última vez que visitei Hamburgo tomei um galão num café português.
      Em Düsseldorf conheço dois restaurantes portugueses.
      A minha divisa é, comprar produtos alemães quando estou na Alemanha. Especialmente, produtos da NRW. Quando estou em Portugal, só compro produtos portugueses.

      Löschen
    3. Agradeço o link, que tenciono ver logo que me seja possível.

      Löschen

Kommentar posten