As cinco fases do luto…


eleitoral 

Do ponto de vista do eleitor politicamente envolvido e motivado, um resultado adverso pode, pois, ser uma experiência semelhante ao luto, exemplarmente explicado no Modelo de Kübler-Ross em cinco fases: negação, revolta, negociação, depressão, aceitação.
Uma de cada vez. 
Primeiro, a negação, em que a pessoa não é capaz de aceitar a realidade que à sua frente se manifesta. 
Depois, quando já não há passo atrás, surge a revolta com a situação. Segue-se a fase da negociação, em que, mais serena, a pessoa tenta encontrar um meio-termo entre aquilo que é a realidade e as suas expetativas. 
Depois, aparece a depressão, a fase de letargia e desesperança que pode ser profunda e difícil de ultrapassar. 
Por fim, a aceitação. Quando se percebe, por fim e em paz, que as coisas são como elas são.

Fonte: OBSERVADOR

Kommentare

  1. Habitualmente, há uma forma de lidar com aquilo que está "dentro de nós" e de que não gostamos.
    É atacar aquilo” que está "fora de nós", ou seja, …os outros !
    Durante pouco tempo sentimos-nos aliviados, parecendo que a dor interna passa, porque a nossa atenção está dirigida para outrem , para fora de nós ! … Foi “descarregada” !
    Acontecerá é que a “dor” voltará ainda mais forte, pois que o ataque aos outros traz consequências inevitáveis, até inconscientes, ou subconscientes.
    Isto é muito frequente nas redes sociais ! … Ataca-se (por esse motivo) pelas opiniões, pelas escolhas, pelos comportamentos, …
    Acalma a “dor” temporariamente, mas acaba por não funcionar ! … Ficará sempre um sentimento de frustração que se vira contra nós !

    Um Beijo, Teresa :))

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Quem se comporta agressivo e mal-educado nas redes sociais com o resultado das eleições, então há algo que vai mal na sua vida além da política: problemas familiares, sociais, financeiros, por exemplo.

      Das cinco fases do luto, depois da morte do meu marido, já passei pela negação, revolta, negociação. Encontro-me na fase da depressão. É muitíssimo difícil aceitar que as coisas são como elas são.

      Abraço-te com amizade, Rui.

      Löschen
  2. Como gostei deste teu post!
    Concordo em absoluto com tudo que dizes, das eleições nem falo, aceito completamente o que acontece, fiz a minha parte, tenho a consciência tranquila, quanto ao luto de uma pessoa de quem gostamos...há dores que são tão grandes que ficam para lá de todas as palavras...
    Só te desejo que vás conseguindo encontrar soluções para cada um dos passinhos que darás na direcção da paz.
    bjs

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O luto implica sofrimento quando perdemos uma pessoa que amamos, ou até mesmo um animal, mas nunca com o resultado de umas eleições ou de um desafio de futebol.

      Sei que tenho de sobreviver ao meu sofrimento, papoila, tarefa pouco fácil.

      Löschen
  3. Teresinhamiga

    Podes acreditar: como leão que me prezo de ser só já estou lambendo as minhas feridas com a certeza de que errei na escolha e no voto. Mas, pelo menos fiz o que SEMPRE fiz em Liberdade e em Democracia: VOTEI NO PS!

    kleine Käsen do Leãozão

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Acredito que o teu bondoso coração de leão aceite sem ressentimentos a desastrosa derrota do PS.

      É que o teu mundo político não é de um idealismo grosseiro.

      LIBERDADE e DEMOCRACIA são coisas raras e preciosas na nossa vida.

      Löschen
  4. Chapelada!!
    Vamos estar atentos para assistir tranquilamente a todas essas fases.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Mesmo antes do pequeno almoço li "Depois das eleições", porque a minha curiosidade de saber a sua opinião era enorme.

      ENTENDI os resultados eleitorais exactamente como o Pedro escreve na sua análise política, excelente como sempre.

      Assisto tranquilamente ao desfecho e bebo chá ♫♫° ·., ♫♫° ·., ♫♫° ·.,

      Löschen

Kommentar posten