Poeta como nós

Manuel Alegre de Melo Duarte nasceu a 12 de Maio de 1936, em Águeda. Estudou em Lisboa, no Porto e na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
Em 1961 é mobilizado para Angola. Preso pela PIDE, passa seis meses na Fortaleza de São Paulo, em Luanda, onde escreve grande parte dos poemas do seu primeiro livro, Praça da Canção.
Em Outubro de 1964 é eleito membro do comité nacional da Frente Patriótica de Libertação Nacional e passa a trabalhar em Argel, na emissora Voz da Liberdade. Regressa a Portugal após o 25 de Abril de 1974.
Dirigente histórico do Partido Socialista desde 1974, foi vice-presidente da Assembleia da República de 1995 a 2009 e, em 2006 e 2011, candidatou-se à Presidência da República.
A sua vasta obra literária, que inclui o romance, o conto, o ensaio, mas sobretudo a poesia, tem sido amplamente difundida e aclamada.
Foram-lhe atribuídos os mais distintos prémios literários: Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, Prémio Fernando Namora, Prémio Pessoa, em 1999, e mais recentemente o Prémio Dom Dinis, ao livro de poemas Doze Naus.

                  Poeta como nós é uma alusão ao

                            Cão como nós 
                 
                  que vou começar a ler esta tarde. 

Kommentare

  1. E eu votei nele para PR! Nem estou nada arrependida, arrependidos devem estar todos aqueles que votaram no atual PR, aquele génio da banalidade e admirador de vacas... :)

    Bom sábado!

    AntwortenLöschen
  2. Pois fazes muito bem porque é um belíssimo livro cheio de ternura!

    Abraço

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen

Beliebte Posts aus diesem Blog

Jo Nesbø: Ciúmes

Pinceladas selvagens