I puritani de Vincenzo Bellini






I puritani foi a última ópera escrita por Vincenzo Bellini e teve sua estreia no Teatro Italiano, em Paris, em 1835. Ele morreria 8 meses em Puteaux, perto de Paris, de inflamação aguda do intestino, e foi enterrado no cemitério de Père Lachaise. O seu caixão foi carregado, entre outros, por Luigi Cherubini e Gioachino Rossini. Os seus restos mortais foram removidos para a catedral de Catania, em 1876.
A ópera possui libreto escrito pelo Conde Carlo Pepoli e é baseada na história “Têtes Rondes et Cavalieres”, de Jacques-François Ancelot e Joseph Xavier Saintine, que, por sua vez, se basearam no romance de Walter Scott intitulado “Old Mortality”. 
A ópera narra o drama amoroso de Elvira Walton e Arthur Talbot em plena revolução entre os partidarios de Oliver Cromwell e os realistas que apoiavam os Stuarts. 
    Ouvimos no papel de Arthur Talbot, Ioan Hotea, e no de  Elvira Walton, Adele Zaharia. O maestro Antonino Fogliani dirigiu a Orquestra Duisburger Philharmoniker. Encenação apaixonada e enérgica de Rolando Villazón. 

Kommentare

  1. Confesso que não conheço.
    Boa semana

    AntwortenLöschen
  2. Nunca vi. Li, quando era adolescente, livros de Walter Scott, mas não me recordo desse. Rob Roy e Ivanhoe.... :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Na minha adolescência também eu devorava os romances de Walter Scott. Alguns deles estão numa das minhas estantes. Vou procurar "Old Mortality" 📚

      Löschen
  3. Não conhecia e já tenho saudades de uma boa ópera.

    Beijo e bom início de semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O Sam já alguma vez assistiu a um espectáculo no Teatro Nacional de São Carlos?! Eu ainda não!! Beijo musical 🎶

      Löschen
  4. que lindas fotos! beijos, pedrita

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Que expressam exactamente a dramaturgia da ópera 🎶

      Löschen
  5. Tenho essa ópera e a cena de loucura é de cortar a respiração.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A cena de loucura é realmente de cortar a respiração. Uma interpretação magnífica de Adele Zaharia 🎶🎶

      Löschen
  6. Não sendo algo que me entusiasme, confesso, desconhecia.
    As fotos estão incríveis!

    Boa semana

    AntwortenLöschen
  7. Não conhecia, mas gostei da tua descrição. A quarta fotografia é muito interessante! Um beijo, Teresa!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A cena mais impolgante é exatamente a da quarta fotografia. Até saltei da cadeira!! Beijo musical 🎶🎶🎶

      Löschen

Kommentar veröffentlichen