Afonso Reis Cabral


O escritor Afonso Reis Cabral, que venceu hoje o Prémio Literário José Saramago pelo seu romance «Pão de Açúcar», disse que escrevê-lo o obrigou «a mergulhar nessa anatomia do mal».
À margem da cerimónia na Fundação José Saramago, em Lisboa, Afonso Reis Cabral disse que escrever este livro foi particularmente «duro e difícil», tendo-se dedicado a tempo inteiro a essa missão, razão pela qual abandonou o seu cargo de editor. 
Afonso Reis Cabral disse ainda que «houve vários momentos belos e tristes na escrita deste romance». Um dos mais belos e também mais tristes foi quando entregou as páginas do romance a uma amiga, Ariana Mascaranhas, «para as ler na cama do hospital». Foi a ela que dedicou o prémio. «Doente, a Ariana teve o maior gesto de generosidade gastou com o que escrevi o pouco tempo que lhe faltava.

Kommentare

  1. Lembro-me bem do crime, horroroso, - por ter sido amplamente divulgado pelos órgãos da comunicação social - perpetrado por dois adolescentes institucionalizados, numa rua do Porto, que inspirou o jovem escritor agora premiado.
    Creio que terá pela frente um futuro promissor, mas, na verdade, ainda o não li.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Tenho uma profunda admiração pelo talento do jovem escritor, um descente do meu deus de literatura portuguesa.

      Löschen
  2. É uma falha minha, mas ainda não me estreei na sua obra. Vou tentar fazê-lo até ao final do ano, até porque tenho imensa curiosidade

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Detesto aconselhar seja o que for, mas desta vez não resisto‼ Uma obra brilhante‼

      Löschen
  3. Também ainda não o li. Mas hei-de. E julgo que a amiga gostou que ele lhe mostrasse o que escreveu, a amizade não está só de um lado.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A verdadeira amizade não está só de um lado. Uma prova de amizade de ambos os lados. Comovente!!!

      Löschen
  4. Prémio merecidíssimo!
    Aplaudo vivamente.
    Beijo.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Afonso Reis Cabral é uma estrela no céu literário português. Aplaudo vivamente todos os prémios para o jovem autor.

      Continuação de boas leituras!!

      Löschen

Kommentar posten