A verdade sobre Bébé Donge


É uma tarde de agosto muito quente. 
Os irmãos Donge estão com as suas famílias no jardim da sua casa. De repente François Donge sente-se mal. No quarto de banho, como químico, compreende imediatamente, que a sua mulher Bébé, que todos tratam como fosse uma criança, lhe deitou mais do que açúcar no seu café.
 Há tempos li «La vérité sur Bébé Donge» do autor belga Georges Simenon. Um dos melhores escritores de romances policiais com toque psicológico.
ARTE mostrou o filme homónimo realizado em 1952 por Henri Decoin com Danielle Darrieux e Jean Gabin. Uma pérola do cinema noir.

Kommentare

  1. Nunca vi, mas claro que vou levar a sugestão :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Gostaria de saber, se ainda existe uma edição do livro em Portugal‼

      Löschen
  2. Nunca vi o filme.
    Mas também nunca é tarde para ver.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Uma pérola do cinema 'noir' com os melhores actores de SEMPRE‼

      Löschen
  3. Antworten
    1. Bebé Donge é uma mulher mimada da alta sociedade, que envenena o marido por amor 💔 Nada o seu género, penso eu‼

      Löschen
    2. De facto, Teresa. Nem conheço a alta sociedade, se calhar por estar tão alta; e em venenos sou fraca, só conheço o spray para moscas e pulgas das plantas. Também não me julgo capaz de envenenar ninguém, mas às vezes sou capaz de infernizar um santo. Poucas vezes, na maioria dos casos infernizo-me a mim que sou mais próxima e nem tenho que me deslocar.

      Löschen
    3. Não pensei na bea, mas sim, nas mulheres a quem a bea dá voz nas suas narrativas‼

      Löschen
    4. A maldade pela maldade é -me estranha, embora nos tenhamos encontrado vezes demais. Não perco tempo a escrevê-la. Nem me diverte ou apazigua escrever sobre mulheres más, só se for para as fazer melhores. Tenho certo jeito para branquear a realidade.
      Boa noite:)

      Löschen
    5. Não há mulheres boas ou mulheres más, há apenas mulheres‼
      Bébé Bonge não envenou o marido por maldade. Antes de morrer, ele compreendeu que a indiferença e infidelidade foram a sua sentença de morte‼

      Löschen
  4. Nunca vi e também não li o livro!

    Abraço

    AntwortenLöschen
  5. O que eu gostaria de ver esse filme, ainda por cima com esse monstro sagrado do cinema, Jean Gabin.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Só para ver esse monstro sagrado do cinema, vale a pena ver o filme‼ A interpretação da diva francesa é também brilhante‼

      Jean Gabin é a incarnação perfeita do comissário Jules Maigret‼

      Löschen
  6. Não vi este filme, mas quem pode esquecer Jean Gabin?
    Beijos e abraços
    Marta

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Sabias, Marta, que o deus cinematográfico francês foi o único e verdadeiro amor de Marlene Dietrich⁉

      Löschen
  7. Antworten
    1. A frieza e a infidelidade conjugal leva a Bébé Dongue a envenenar o marido‼ Interessante, não achas⁉

      Löschen
  8. Dieser Kommentar wurde vom Autor entfernt.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não (risos) o meu alemão já nem sequer me permite um diálogo coerente... Vou procurar em português. Se encontrar digo

      Löschen
  9. Não conheço. Mas deste uma excelente dica

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen