Quem matou o meu pai? | Qui a tué mon père?


ÉDOUARD LOUIS, o intelectual mais interessante da actualidade, é já uma estrela da literatura francesa. Em 2014 e 2016 publicou duas obras de sucesso: 
En finir avec Eddy Belleguele | Acabar com Eddy Belleguele 
Histoire de la Violence | História da Violência.
Éduoard Louis escreve sobre a origem social, a oposição entre cidade e província, a homossexualidade e a vida no norte da França, derrocada tanto económica quanto socialmente.
Na sua obra mais recente:  
Qui a tué mon père | Quem matou o meu pai
Édouard Louis narra com grande empatia sobre o seu pai e a sua ira contra uma sociedade, na qual os mais frágeis não têm lugar. Uma homenagem profundamente comovente ao seu pai e aos seus sonhos fracassados. Louis compreende agora os repentinos ataques de cólera e de desespero do seu progenitor.

Kommentare

  1. Bem... pelo menos já fiquei a saber a que escritor francês te referias no post anterior.
    Ainda estive a fazer umas pesquisas... mas não cheguei a este nome.

    Fiquei agora a conhecer... Obrigada!
    Bisous
    (^^)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Éduoard Louis nasceu em 1992, mas já é uma estrela da literatura francesa. *A literatura tem de lutar por todos aqueles que não podem lutar* é o seu credo. Acrescenta ainda, que Emmanuel Macron é o presidente dos ricos. Um amigo meu francês diz a mesma coisa.

      Löschen
    2. Agora que falaste na idade dele... é que reparei que há pouco nas minhas pesquisas cruzei-me com ele sim, ou melhor... cruzei-me com a foto dele, um rapaz de aspecto enfezado. Vais-me desculpar... mas chamares-lhe (e cito-te) «o intelectual mais interessante do nosso tempo»... a um puto de 26 anos, é um bocado exagero, não achas!? 😃

      Löschen
    3. Não sou eu que lhe chamo de "o intelectual mais interessante do nosso tempo", é sim, a crítica literária internacional. Até agora só li o livro aqui citado, que me cativou completamente.

      Enquanto que tu o vês como um enfezado , eu vejo-o como um moço loiro muito bonito. Costumo dizer, que os homens bonitos são quase todos homossexuais.

      Löschen
    4. hehehehe
      Gostos não se discutem... 😉

      Löschen
    5. Já conhecia essa fotografia, Clara, mas há ainda outras fotografias onde ele está mais bonito. Loiro, muito loiro e frio!!!

      Löschen
    6. Vocês as duas são umas exageradas!!! Com todo o respeito, meninas!!! : ))))))
      Uma diz que o rapaz é enfezado e a outra que é lindo de morrer!!!
      Os gostos não se discutem, não!
      Deu para rir com gosto!
      Bjos para as duas!

      Löschen
    7. Alto e pára o baile! 😎
      Eu não disse que o rapaz é enfezado... mas que na foto onde o vi tinha esse aspecto. Aliás... a foto está ali em cima, caso queiras confirmar!
      hihihihihi

      Löschen
    8. (ah... e claro... beijinho também para ti) 😘

      Löschen
    9. Pois bem, eu também quero mandar beijinhos para os duas, mas ainda não consegui de parar de rir com os vossos comentários:-*

      Löschen
    10. Clara,
      Okay! Disseste “um rapaz de aspecto enfezado” . Repara que eu até copiei o “c” de “aspecto”!
      Já tinha visto essa fotografia que indicaste. Queria confirmar. Não achei o rapaz nada enfezado. Loirinho e novinho, sim! : )))
      Kisses and hugs!

      Teresa
      Os beijinhos chegaram!!
      : )

      Löschen
    11. Catarina,
      Lá está...
      Loirinho+novinho+magrinho=enfezado
      E ainda assim a Teresa atesta que lhe chamam «o intelectual mais interessante do nosso tempo».
      Go figure!... 😎
      (os meus gostos pessoais são mais virados para homens maduros, e de preferência com cabelos já grisalhos)

      Löschen
    12. : )))
      Tb os prefiro maturos! : ))

      Löschen
    13. Homens maturos não precisam de ser maduros.
      A maturidade do Éduoard Louis é uma prova da minha modesta opinião.

      Löschen
  2. Não conheço
    Não enjeito conhecer
    Mas tanto sucesso
    Dá para desconfiar

    não rima?
    Pois!...lá calhou não ri_mar

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Na minha modésta opinião, um sucesso absolutamente merecido. Éduoard Louis é o porta-voz dos desfavorecidos da sociedade francesa. Ele sabe sobre o que escreve. É ainda criança, quando o seu pai é vítima de um acidente de trabalho na fábrica onde trabalha.

      Löschen
  3. Pelo que li na wikipédia, Louis diz que vai considerar a violência como o seu espaço literário, como Marguerite Duras fez sobre a loucura ou como Claude Simon se debruçou sobre o tema guerra e Hervé Guibert , a doença.
    Quando se fala em livros ou autores que eu não conheço, vou imediatamente ver se a nossa rede de bibliotecas possui livros desses escritores. Encontrei “History of violence”, “The end of Eddy” e “Who killed my father”. Como “The end of Eddy” é o único encontrei no formato ebook, é esse que já tenho no meu tablet, acabadinho de chegar. Aliás, demorou muito menos tempo (eu diria 2 segundos) a chegar do que eu a terminar este comentário.
    : )

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Éduoard Louis sofreu desde criança violência física e psíquica, daí considerar a violência como o seu espaço literário. Tenciono ler os outros dois livros em francês, portanto, amanhã, vou dar um salto à biblioteca do Instituto Francês em Düsseldorf.

      Dá-me a tua opinião sobre o romance autobiográfico (todos os seus romances são autobiográficos) logo que termines a sua leitura.

      Löschen
    2. Deliciem-se lá com o "enfezado" ! :)))
      https://www.youtube.com/watch?v=4X3HJnueE5E

      Löschen
    3. Uma delícia!!

      Muitíssimo obrigada, Ricardo.

      Löschen
  4. Eu vou procurar os livros porque não conheço autor.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Os romances autobiográficos de Éduoard Louis estão traduzidos em português:-*

      Löschen
  5. Bom dia simpatia: Nesta matéria sinto-me uma "ignorante" kkkkk :))

    Hoje:-Quando o sol brilha em desalento.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira.

    AntwortenLöschen
  6. Talvez seja um autor fulgurante. Que desconheço. E, para já, não vou conhecer porque tenho vários livros em atraso e como já os comprei e estão na fila...não me interessa nada se é novo ou velho, bonito ou feio. Se a prosa me agradar, tudo bem.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Depende do que eu tenciono fazer com o tipo.
      Quando se trata de um escritor, tanto me interessa que ele seja novo ou velho; bonito ou feio. Sou uma grande admiradora da prosa do Michael HOUELLEBECQ e, ele é feio de morrer.

      Löschen
  7. Também aprecio Houllebecq, mas nem sabia que é feio. O feio é sempre relativo.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Ai Bea... acredite! É mesmo feio, coitado do senhor...
      (aqui estou de acordo com a Teresa)
      Mas de certeza que terá quem o ame... e sendo assim, quem o feio ama... :)

      Beijinhos às duas e desculpem-me a intromissão
      (^^)

      Löschen
    2. Que intromissão, Clara?
      Sê gentil e manda uma fotografia para AQUI, para mostrar à bea, que não há relatividade na fealdade do Michael HOUELLEBECQ:-*

      Löschen
  8. Não conhecia, mas deixaste-me curiosa!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Éduoard Louis defende sem descanso a causa homossexual tal como a da gente pobre esquecida. Ele nasceu na Picardia, uma das regiões mais pobres da França. É homossexual assumido.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen