Exposição de Joana Vasconcelos em Brühl


O Museu Max Ernst, em Brühl, inaugurou este sábado uma exposição individual de Joana Vasconcelos, que revisita os seus vinte anos de carreira, naquela que será a primeira exposição da artista plástica portuguesa num museu alemäo.
Intitulada “Maximal”, reúne uma seleção de vinte obras da artista “à volta da obra de Marx Ernst” e com uma “perspetiva sobre o surrealismo”, revela Joana Vasconcelos, acrescentando que a exposição resultou de um trabalho de mais de um ano. 
Na mostra há uma “espécie de troca” em que a artista leva uma das suas obras para o meio da coleção de Marx Ernst, ao lado das suas esculturas, trazendo também uma peça para a sua exposição.
Joana Vasconcelos realça que “não foi difícil” escolher as 20 obras, que vão estar expostas até ao dia 04 de agosto, no Max Ernst Museum Brühl des LVR e não esconde o desejo de levar o seu trabalho à capital alemã. 
Berlim?
 Porque não em Düsseldorf?

Kommentare

  1. Os excessos que lhe valeram fama e fortuna e que geram sentimentos de amor e ódio.
    Boa semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. É a minha primeira exposição de Joana Vasconcelos. Morro de curiosidade, mas tenho a certeza que não vou nem amar, nem odiar os 20 trabalhos da artista plástica portuguesa:-*

      Löschen
  2. Porque Berlim é a capital cultural da Alemanha, e uma grande artista não pode andar em arredores.... :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Embora Berlim seja a capital da Alemanha, cidades como Munique e Hamburgo têm outra potencialidade cultural. DÜSSELDORF tem a Academia de Belas Artes mais famosa do mundo. Berlim é simplesmente sexy!!!

      Löschen
  3. Imagino ser uma exposição maravilhosa digna de ser vista, com olhos de ver.
    --
    Um dia feliz

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Acredito que a exposição de Joana Vasconcelos seja digna de ser vista e, entretanto, ando a recrutar todos os meus amigos para irem até Brühl conhecer a obra da minha compatriota.

      Uma semana feliz:-*

      Löschen
  4. Wir fahren zusammen nach Brühl ❤

    AntwortenLöschen
  5. Uma obra de Arte e tanto... Adorei. Sim, pode ser que vá até aí, porque não? :))

    Hoje_____Fantasias envolventes

    Bjos
    Votos de uma óptima Segunda - Feira

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. É mais fácil visitar a exposição de Joana Vasconcelos no museu de arte contemporânea no Porto que fica patente até Junho. Exposição que não quero perder, quando chegar á minha cidade.

      Votos de uma ótima semana com ou sem fantasias envolventes:-*

      Löschen
  6. Com a Joana Vasconcelos é tudo em grande ! :)... Só espero que não seja convidada para fazer uma exposição nas Caldas da Rainha ! :))))

    Beijinhos, Te :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Porque não, Rui?!
      Um pénis em grande nāo precisa de lupa!!!
      Beijinho da Te

      Löschen
  7. Goste-se ou se deteste a verdade é que as tampas das panelas de alumínio e os plásticos, vistos assim sob esta profusa iluminação, até parecem o mais puro cristal.
    Eu, que não gosto das monstruosidades ( pelo tamanho ) das obras da Vasconcelos, gostei muitíssimo desta fotografia. Lá está... ao longe tudo parece aquilo que não é.

    Beijinho da Janita!!...

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A Joana Vasconcelos é ela própria em grande; parece uma Valquíria.

      Nunca vi nenhuma exposição da artista plástica portuguesa e, logo que possa dou um pulo até Brühl. Não importa se gosto ou não, importante é que a sua obra esteja exposta na Alemanha.

      Beijinhos risonhos da amiga de sempre:-*

      Löschen
  8. Suponho que a apreciação da arte de JV é um gosto adquirido. Quando ouvi falar dela e comecei a ver algumas peças que tinha criado não me disse muito, melhor, não gostei. Mas ao longo destes anos de blogosfera em que tenho lido e visto artigos e fotos da sua obra, estou a começar a gostar. É como a Janita diz, ver ao vivo e ver as fotos são duas coisas diferentes e não sei qual seria a minha reação se estivesse em frente das sandálias de salto alto!
    Não fosse a Janita ter falado em panelas e tampas e não teria ampliado a foto das sandálias. Pude confirmar que, de facto, são feitas de tampas e panelas!!!
    Vou, pois, fazer mais pesquisas para ficar a conhecer o material que JV usa para cada “peça”.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Gosto das fotografias das obras expostas no museu de Brühl. Morro de curiosidade em visitar a exposição e apreciar os 20 trabalhos no tamanho natural. Uma das peças chamada *noiva* é feita de tampões.

      Löschen
  9. Deve ser uma exposição extraordinária!
    Talvez ainda vá lá :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A exposição de que aqui falo está em Brühl, na Alemanha.
      Talvez ainda vás à exposição na Fundação de Serralves.

      Löschen
  10. Gosto de Joana de Vasconcelos há muito ano. Oxalá seja bem recebida na Alemanha.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Nós recebemos sempre bem todos os artistas de valor. Um jornal sobre ARTE, que eu assino, não se cansa de elogiar a obra de Joana Vasconcelos:-*

      Löschen
  11. Obras de arte que tem gente que ama e outros tantos de odeiam.
    Mas sempre transporta o nome de Portugal além fronteiras
    Bjs

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - PARA TODA A VIDA

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Amar e odiar são sentimentos profundos.
      Apreciar a ARTE sem preconceitos é mais saudável.

      Ela transporta o nome de Portugal além fronteiras com enorme sucesso. A exposição em Bilbau ficou no 13° lugar das exposições mais vistas do mundo.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen