25 de Abril, Corte e Costura


Celebram-se os 40 anos da revolução. 
A Direita propõe uma tourada, a Esquerda um desfile gay. Entretanto, chegam à cidade um antigo inspector da PIDE decidido a acabar com a festa, um toureiro espanhol que sonha com a União Ibérica, um guru tarado sexual e as Brigadas Indignadas com a missão de fazer explodir uma bomba.

«Os vereadores dos partidos da Direita, suspeitando que a Esquerda se iria unir, estabeleceram um pacto destinado a não deixar passar as comemorações dos 40 anos do 25 de Abril sem denunciar os excessos revolucionários e a herança marxista que ainda perduava. Aliás, para se ser fiel à democracia o que deveria ser celebrado era o 25 de November»

«Os vereadores dos partidos da Esquerda, suspeitando da União da Direita, celebram um pacto visando não deixar passar as comemorações dos 40 anos do 25 de Abril sem denunciar as promessas de Abril nunca cumpridas, os retrocessos dos direitos adquiridos e os avanços do neoliberalismo»

Kommentare

  1. O mais importante é todos serem livres de pensar e se exprimir.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Livre de escrever uma sátira à revolução dos cravos vermelhos, ou, mais precisamente aos despojos dessa revolução.

      Löschen
  2. No fim, que vença sempre a liberdade. De ser. De escrever. De estar.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Liberdade não é AQUI o tema!!!
      A minha ideia é divulgar o último livro de João Cerqueira. Um romance com grande humor e elevada dose de sarcasmo 😂

      Löschen

Kommentar posten