A Peregrinação do Rapaz Sem Cor


Começa assim

No seu segundo ano de faculdade, entre julho e o mês de janeiro seguinte, 
Tsukura Tazaki só pensava em morrer.
Completara entretanto vinte anos, mas esse momento especial, que assinalava a entrada 
na idade adulta, nada significou para ele.
Durante aqueles meses, pôr fim à sua própria vida pareceu-lhe a escolha mais natural, e até ao presente continuava a ignorar a razão por que não dera o passo decisivo.

 "A Peregrinação do Rapaz Sem Cor" de um dos escritores japoneses contemporâneos​ mais divulgados em todo o mundo, Haruki Marakami, foi o romance escolhido para o 61° encontro do Círculo Literário em Duisburg no dia 7 de Julho de 2017.  
O Rapaz Sem Cor é Tsukuru Tazaki, um engenheiro natural de Nagoya que trabalha para os caminhos de ferro de Tóquio, um emprego rotineiro mas que o satisfaz, pois desde pequeno que é fascinado por estações de comboio. Tsukuru é um homem discreto, reservado, taciturno, que se descreve a si mesmo como sem cor.

 Para o próximo encontro do Círculo Literário, em Düsseldorf, no dia 24 de Agosto de 2017, escolhemos o último romance de Barbara Vine (alias Ruth Rendell), publicado em 2013,  
"The Child's Child".

Kommentare

  1. Li dois livros deste autor. Não apreciei grandemente apesar de me ter sido altamente recomendado. Não penso gastar tempo nem dinheiro a lê-lo de novo. A experiência valeu pela novidade, gosto de experimentar gente nova de vez em quando. Mas nem sempre sintonizamos:).

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. "A Peregrinação do Rapaz Sem Cor" é relativamente pobre em elementos fantásticos/surreais comparativamente a outras obras do autor como,
      por exemplo, “Kafka à beira-mar”, “1Q84” e “Crónica do pássaro de corda”.

      Löschen
  2. O primeiro está na minha lista de livros a ler, o segundo não sei se o terei lido ou não, por não saber qual o titulo pelo qual poderá ter sido traduzido no caso de já ter sido publicado em português ...vou procurar no google....

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Gostava de saber, se "The Child's Child" já foi publicado em português.

      Löschen
  3. Já de volta, não o li e parece interessante...
    um beijinho e uma boa semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O tema de "The child's Child é a homossexualidade e as mães solteiras.
      Duas histórias interessantes passadas em épocas diferentes: 2011 e 1929.

      Löschen
  4. Já li tudo dele. Se a Teresa bem se lembra, fartei-me de recomendar livros dele. A Teté também gostava muito dele

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Lembro-me muitíssimo bem, Carlos, da sua admiração
      pela obra do autor japonês.

      Enquanto lia o romance, recordei com grande saudade
      a nossa querida amiga, que nos deixou tão cedo.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen