5 de Agosto de 1962


 Marilyn Monroe, o mito inesquecível, morreu aos 36 anos de idade, em 5 de Agosto de 1962, vítima de uma superdose de barbitúricos. 
A sua morte nunca foi totalmente esclarecida, o relatório da autópsia perdeu-se e a investigação também foi sigilosa. Nunca ninguém vai saber se foi suicídio, ou não!

Sabem o nome do filme que vi ontem à noite em Blu-Ray?

Kommentare

  1. Reconheço que Marilyn teve o seu valor mas nunca me chamou a atenção, naquela altura virada para outras ... coisas.

    Todo o processo ligado à sua morte foi estranho.
    Fica a recordação de uma mulher elegante, bonita, a quem apelidaram de 'sex symbol'.

    Bom fim de semana, Teresa. Beijinho

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Como bom observador, o António tem de me dizer o nome do filme em que a bela Marilyn interpreta uma mulher fatal.

      Löschen
    2. Não conheço qualquer filme em que interpretasse a figura de mulher fatal. Ela 'encarnou', a partir de determinada altura da sua vida, a figura de mulher fatal. Pelo seu estilo, pela forma como se vestia e pintava, pelo seu olhar provocante.
      A mesma mulher que com esse ar, também aceitava papéis de loira burra.

      Löschen
    3. Então, o António não viu "Niagara", senão, como bom observador, via logo as cataratas.

      A personalidade de Rose Loomis expõe algumas características de Marilyn, como o gosto e a vontade de viver. A sua cruel amoralidade faz dela uma mulher fatal, frisando a palavra "fatal".

      Löschen
  2. Sabes que eu ainda sou quase do tempo da Norma Jean Baker ?! ... Não se devia morrer aos 36 anos de idade ! .... e creio que o que lhe foi fatal foi o caso amoroso com Kennedy !
    Acompanhei muito de perto o seu inicio de carreira, eu ainda miúdo, claro, mas naquele tempo ela era uma das mulheres mais falada e claro "mulher fatal" em "Niagara" ! :))

    Beijinhos, Té ! :)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. É deveras curioso que graças à ligação da Marilyn com JFK que John Edgar Hoover escapou de ser demitido.

      "Niagara" o filme que fez de Marilyn uma actriz internacional. Foi aqui que ela rodou as primeiras cenas em que aparece nua, debaixo do chuveiro, atrás de uma cortina, embora ainda muito difusa.

      A belíssima fotografia em Technicolor e a presença sensual da deusa platinada são os dois motivos pelos quais este filme ainda sobrevive na nossa memória.

      Löschen
  3. Uma filmografia de comédias bem agradável. Creio que se terá suicidado !

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. "Niagara" é o único filme da filmografia de Marilyn sem o seu usual ar inocente e ingénuo. Rose Loomis é uma mulher sensual, manipuladora e egoísta, que não olha a meios para atingir os seus fins; neste caso, a morte do marido pelas mãos do amante.

      Löschen
  4. Será que estiveste a ver "O Pecado Mora ao Lado"?

    Essa mulher fatal, no fundo era apenas uma menina perdida na aparência de uma pessoa que não era ela.
    Carente, triste e muito, muito só!
    O dramaturgo Henry Miller foi como um pai para ela, não marido. Não sei se me fiz entender. Foi marido em todos os sentidos, mas essencialmente dava-lhe a segurança do ombro que Marilyn precisava.
    Foi uma mulher de paixões!!
    Uma pena ter partido tão cedo. Ela e o James Dean.

    Um abraço, Teresa.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Se a imagem é a do filme que referes ter visto, é "Niagara", se não, é o que disse atrás....
      ;)

      Löschen

Kommentar veröffentlichen