Dá-me a tua mão


Dá-me a tua mão.

 Deixa que a minha solidão 
 prolongue mais a tua  
— para aqui os dois de mãos dadas  
 nas noites estreladas,  
 a ver os fantasmas a dançar na lua. 

 Dá-me a tua mão, companheira, 
 até o Abismo da Ternura Derradeira.  

 José Gomes Ferreira, in Poeta Militante I

Kommentare

  1. Regressa com um belo poema de Gomes Ferreira, minha amiga. Que todos tenhamos direito a uma mão que nos apoie e ampare.
    Um grande beijinho do seu amigo tuga.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Amo a poesia de José Gomes Ferreira — que nasceu na nossa cidade — desde muito nova.

      Infelizmente, Carlos já não tenho a mão que me apoiava e amparava, daí uma profunda sensação de vazio. Na minha solidão ouço:

      Dá-me a tua mão, companheira,
      até o Abismo da Ternura Derradeira.

      Löschen
  2. Um abraço com ternura te deixo, minha querida.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O teu abraço com ternura soube tão bem, querida São. Muito obrigada.

      Löschen
  3. Lindo poema.
    Tenho pensado muito na tristeza profunda,não se sabe como podemos ajudar nem se sabe como conseguimos ultrapassar...
    Um xi-coração cheio das melhores intenções.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O autor deste poema é um dos meus poetas favoritos.

      Em Dezembro afastei-me de tudo e de todos, porque se apoderou de mim uma tristeza profunda, que ainda não consegui ultrapassar completamente.

      O amor e o carinho da minha família e dos meus amigos, virtuais ou não, são um bálsamo para a minha alma dorida.

      Um xi-coração também para ti, papoila.

      Löschen
  4. Dou-lhe a minha mão e um abraço terno desde Macau.
    Boa semana

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Aceito e agradeço a sua mão amiga, Pedro.

      Boa semana também para si e família.

      Löschen
  5. Se alguém fazia anos
    fiquem sem saber quem

    de qualquer forma
    parabéns pela prenda
    pois é
    um belo poema

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O meu marido faria anos se ainda se encontrasse entre nós.

      Seria mais gentil que eu escrevesse um poema, menos que não fosse tão belo, mas faltou-me a inspiração.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen