80º aniversário ♥

Kommentare

  1. Faz oitenta anos que morreu Pessoa.
    Será por isso o solo de clarinete.

    » Faz muito tempo que não «a via». Como tem passado?
    Espero que bem.
    Os meus melhores cumprimentos!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O solo de clarinete não é dedicado ao Fernando Pessoa, mas sim, a todos os fãs de Woody Allen.

      Gostava de saber o que tenho de fazer para comentar no seu blogue.

      Bom fim de semana.

      Löschen
  2. Um homem de muito talento e com muitas idiossincrasias.
    : )

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Apesar de todas as idiossincrasias, eu digo:
      I LOVE YOU, WOODY!

      Löschen
  3. Woody Allen nasce no dia da morte de Pessoa.
    Génios com algumas idiossincrasias, como muito bem diz a Catarina

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Só que o Fernando Pessoa não tinha problemas com mulheres.

      Löschen
  4. Gosto muito de o ouvir tocar. Já dos filmes, praticamente só gosto dos últimos (e ainda não vi o último)

    Beijocas

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O último filme do Woody Allen não é uma obra-prima, mas só para ver o Joaquin Phoenix dei o dinheiro do bilhete por bem empregue.

      Bom fim de semana, Teté.

      Löschen
  5. Antworten
    1. O Observador viu a actuação de Woody Allen e da sua “New Orleans Jazz Band” no Salão Preto e Prata do Casino Estoril na noite de “réveillon” para dar as boas vindas a 2008?

      Löschen
  6. Um dos grandes realizadores de todos os tempos !!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Nem todos os seus filmes são obras-primas, mas todos eles têm um certo charme.

      Löschen
  7. Teresinhamiga

    Tenho o privilégio de ter conhecido pessoalmente o Woody Allen em 1985 em Los Angeles onde fora convidado para assistir ao Festival de Cinema Hollywood pelo mayor Richard Stapleton que conhecera no terramoto da Roménia em 1977, era este coordenador da reportagem da CBS. Conversámos cerca de meia hora e fiquei a ter a certeza de que os génios também são "loucos"...

    Perguntou-me "coisas" sobre Portugal que pensava que era província de...Espanha... Lá lhe expliquei que não era assim e através do Guia Michelin mostrei-lhe o mapa da península Ibérica. E bla, bla, bla e no final... acabou-se. Vida de jornalista tem coisas destas...

    Realmente é curioso que haja uma coincidência entre o seu aniversário com os orienta anos em que faleceu Fernando Pessoa. O Poeta do Livro do Desassossego também tinha qualquer coisa de louco.

    Enfim entre reportagens de guerras diversas, entrevistas a gente considerada "importante", trabalho na Redacção e desastres naturais gasta-se a vida mas vive-se muito

    kleine Käse do Leãozão

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não tenho a certeza, se queria ter o privilégio de conhecer pessoalmente o Woody Allen.
      E essa de ele pensar que Portugal era uma província de Espanha desiludiu-me muito.

      Não considero de génios, nem o Woody Allen nem o Poeta do Livro do Desassossego. Talentosos sim, mas não génios.

      Bom fim de semana, Leãozão.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen