Pedra a pedra fui ergendo
Este meu lar pobrezinho,
Rogo a Deus o vá enchendo
De Paz, Amor e Carinho.

Kommentare

  1. Antworten
    1. Esta quadra está escrita num prato de Alcobaça que esteve sempre pendurado na cozinha da casa dos meus pais.
      Agora encontra-se pendurado na cozinha da minha casa em Düsseldorf.

      Löschen
  2. Jocamiga

    Lembrou-me aquela anedota:
    Três amigos conversam sobre papagaios; o primeiro: O meu papagaio recita a primeira estrofe dos Lusíadas; o segundo: isso não é nada comparado com o meu: fala do Jorge Jesus, do Marco Silva do Vieira e do Bruno durante duas horas; o terceiro: deixem-se de porras; lá em casa tenho um prato que diz Vista Alegre...

    Cai o pano e cai o contador..

    Qjs do

    Pernoca Marota

    Passa, sff, pela TRAVESSA. Tem lá um textículo com o título Traineira de fugitivos Talvez gostes...

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A anedota vem mesmo a calhar neste contexto, Pernoca Marota.

      Em breve vou passear pela tua TRAVESSA, pois que a razão da minha ausência não é eu não gostar do que tu escreves, mas sim, os inúmeros afazeres.

      Abração da Teresinha.

      Löschen
  3. Que assim seja!

    Que tenhas sempre paz , amor, carinho---e saúde!

    Beijinhos

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Continuo a ter paz e o amor e carinho da minha família e amigos. A saúde abalou com a dor, a tristeza, a saudade.

      Abraço-te com amizade, querida amiga.

      Löschen
  4. Meu pai era um poeta. Deixou um livro e adorava quadras. Participava sempre nas "Quadras de S. João do JN " e chegou a ter um 1º prémio :

    Os olhos dos meus filhinhos
    Quando estão p'ra adormecer
    São tal e qual balõezinhos
    A apagar e a acender !

    Lembro-me de ver sempre, lá em casa , essa louça de Alcobaça com uma quadra ! ... Não havia casa onde não os houvesse !
    Com o tempo tudo se foi perdendo ! :((

    Beijinhos Teresa ! :))

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O teu pai mereceu o 1º prémio.

      Gosto tanto da quadra que, se não te importas, publico-a aqui.

      O teu pai era um poeta, e tu és o meu melhor amigo.

      Löschen
    2. Obrigado Teresa !  Eu também acho, mas sou suspeito. Foi no ano de 1939 – ainda eu não era nascido – e como sabes estas quadras tinham que obedecer ao “tema S. João” (neste caso, balões) ! … E claro que a quadra é “nossa”! )

      Sinto-me muito honrado que penses assim ! ) … mas fico sem palavras ! )… Só te posso garantir que tenho muita amizade e consideração por ti e claro que te considero muito amiga ! … Se “o teu melhor amigo, só tu poderás avaliar ! :)

      Um Beijo de muita Amizade !

      Löschen
    3. Na minha próxima visita à cidade invicta quero conhecer-te pessoalmente (à Lena também), Rui. Então explicar-te-ei porque te considero o meu melhor amigo virtual.

      Löschen
    4. ))) Óptimo, minha querida amiga ! …Sabes como eu gosto de conhecer “ao vivo” os meus amigos virtuais ?! … Ex. do “Encontro” de Monte Real ! rsrs
      Quando estiveste cá anteriormente (no meu post sobre o Parque da Cidade), ainda cheguei a tentar contactar-te (por mail), para nos encontrarmos (com a Lena), para um cafezinho, mas tinhas a caixa do correio cheia e não te apercebeste, … e eu não quis insistir ! 
      Fica combinado, ok ? … ))

      Löschen
    5. Não tinha a caixa do correio cheia, Rui, abri-a tarde demais.

      Como é que eu posso me livrar das garras dos meus familiares e amigos, quando me encontro na cidade invicta? Dificil. Mas não impossível.

      Tenciono visitar o Porto nas férias do Outono.

      Löschen

Kommentar veröffentlichen