Gato de estimação ♥♥

Despedir-me do meu querido CASIMIR é muito dificil.
Ele tem um tumor no maxilar inferior. A veterinária não recomenda a cirurgia para remover o tumor, porque não há probabilidade que o Casimir com os seus 13 anos, sobreviva à anestesia geral.
E mesmo diante de um diagnóstico de uma doença incurável, o amor que lhe tenho, leva-me a lutar até aos últimos momentos, levando-o todas as segundas-feiras à veterinária para tomar um injecção de cortisona.  
Até onde vai o meu egoísmo?

Kommentare

  1. Uma situação muito lamentável e uma decisão dificílima de tomar, minha querida amiga ! :(( ...

    Um forte abraço !

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Muito obrigada pelas tuas palavras amigas, meu querido Rui.

      Löschen
  2. Já passei por momentos como esse, com o meu Javi, lutei, lutei, tive muitas dúvidas até que ESSE dia se apresentou nítido...
    Saberás quando esse dia chegar, até lá segue o teu instinto e o teu coração.
    São tempos dificeis.
    xx

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Estive a despedir-me do Casimir até â hora de ir para o aeroporto.

      Ainda não tive coragem de telefonar à minha filha Vivien, para saber se ESSE dia já chegou.

      Desejo-te um óptima semana, PAPOILA!

      Löschen
  3. Jocamiga

    Não gosto muito de gatos mas compreendo a tua angústia, só prova a tua sensibilidade perante um amigo que vais perde; não se trata de um filho, o que seria muito mais doloroso, mas de um companheiro de que - vê-se - gostas muito.

    Acompanho-te nessa saga.

    Qjs com caril

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Gosto muito de gatos, mas o Casimir não é um simples gato, é sim, um membro da nossa família.

      Quando perdi o meu marido, quis morrer.
      Se perdesse um filho, morria mesmo.

      Abração sem caril.

      Löschen
  4. ~ Força, querida.amiga!
    ~ Vives um tempo difícil, mas as nuvens escuras passarão,
    sabes que podes ter a certeza disto.

    ~ ~ Beijo e grande abraço solidário. ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. As nuvens escuras continuam a passar num céu quase negro...

      Beijo e grande abraço da minha cidade, Majo!

      Löschen
  5. Não acho que seja egoísmo de todo.
    um beijinho e força.
    Gábi

    AntwortenLöschen
  6. Não acho que seja egoísmo de todo.
    um beijinho e força.
    Gábi

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. É muito difícil ter-se força, quando se perde um ente-querido.

      Löschen
  7. Ah, é mesmo uma situação difícil, não vejo porquê falar em egoísmo. Além que temos sempre a esperança que a doença não evolua...

    Um abraço para ti e uma festinha para o Casimir!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Ontem dei a minha última festinha ao meu querido Casimir.

      Um abraço para ti com os desejos de um domingo muito feliz.

      Löschen
  8. A paixão é egoísta.
    E ainda bem que o é.
    Não querer deixar partir o outro é normalíssimo, saudável até.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A minha paixão pelo Casimir é eterna.
      O meu egoísmo terminou ontem.

      Löschen
  9. É preciso ter muita força nestes momentos, querida amiga.
    Até quando vai ficar no Porto?
    Eu vou lá depois da Páscoa

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Ter força nestes momentos, não é o meu forte, Carlos.

      Vou ficar no Porto até ao dia 18 de Abril.

      Löschen
  10. Um animal de estimação é muito mais do que isso! É um ser que aprendemos a gostar e nos dói muito ver partir. Eu sei!
    Compreendo a tua angústia e não te acuses de egoísmo, mas se chegar a altura em que o Casimir esteja a sofrer sem possibilidade de melhorar...deixa-o partir...
    Desculpa, Teresa, não me leves a mal!

    Um beijo para ti e uma festinha no velhinho Casimir...

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Ontem, antes de partir para o Porto, fiz ao meu querido Casimir a última festinha.

      Fiquei com o coração destroçado, minha querida Janita!

      Löschen
  11. Só agora aqui cheguei e não quero deixar de dar um beijinho solidário - já me despedi dessa forma de, pelo menos, três gatinhos... Custa sempre muito - farto-me de chorar! E nunca mais os esqueço.

    Beijo solidário

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Tenho pensado muito em ti, Graça, desde que o Casimir adoeceu, porque sei que já passaste pelas mesmas aflições e compreendes bem a minha dor.

      O teu beijo solidário aqueceu o meu coração.

      Löschen
  12. Bin jetzt zu Haus.
    Er schläft auf dem Bett.
    Werde ihm noch was zu essen geben.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen