Montag, 1. September 2014

Leituras na varanda

As leituras na varanda estão a chegar ao fim.

Quando chegar o Outono já não sou senhora das duas varandas usadas como área de lazer.
Sou sim, senhora de um terraço e de um pequeníssimo jardim.

Não me esqueçam!
Volto ao vosso convívio no próximo mês de Outubro.

Kommentare:

  1. Nunca vi pedido assim
    Pedir que não a esqueça
    Quem tanto se esqueceu de mim
    Sem que tal mereça

    AntwortenLöschen
  2. aqui não tem varanda, mas nos quartos batem sol. e se está calor a janela fica aberta. se está frio, fica fechada, mas a sensação é a mesma. beijos, pedrita

    AntwortenLöschen
  3. ~ ~ Boas leituras, inesquecível Teresa.

    ~ ~ Tem um Setembro agradabilíssimo.

    ~ ~ ~ ~ ~ Um grande abraço, ~ ~ ~ ~ ~

    AntwortenLöschen
  4. Até Outubro e um bom Setembro.
    um beijinho
    Gábi

    AntwortenLöschen
  5. Até lá, então, Ematejoca!

    Tens andado com obras em casa para eliminar as duas varandas?

    Não te preocupes, nunca serás esquecida.

    Fica bem.

    Um abraço

    AntwortenLöschen
  6. Tenho a certeza que esse terraço e essa varanda serão muito bem aproveitados!
    Também haverá mudanças na minha vida mas, por enquanto, não me despeço até ao Outono!

    Abraço

    AntwortenLöschen
  7. Boas férias blogais!!
    Não esquecerei...
    Beijus,

    AntwortenLöschen
  8. As leituras serão sempre agradáveis e se adequados ao momento irão amenizar qualquer estado de espírito!

    Os terraços e os pequeníssimos jardins têm o seu encanto. Eu sei. Já tive os dois.

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Quis comparar os grandes e os pequenos...

      Löschen
  9. Ein Ausflug in eine Märchenlandschaft der deutschen Geschichte sowie eine fantastische Reise zu einem Bienenvolk — In der neuen Ausgabe von "druckfrisch" begegnet Denis Scheck zwei Schriftstellern, die ihre abenteuerlichen Geschichten aus einer besonders exotischen Perspektive erzählen: Um die Zwergin Marie rankt sich der märchenhaft anmutende Roman von Thomas Hettche: "Pfaueninsel" (Kiepenheuer und Witsch) . Darin gruppiert der für den diesjährigen Deutschen Buchpreis nominierte Schriftsteller eine tiefgründige Geschichte um exotische Menschen, Tiere und Pflanzen. Thomas Hettche unternimmt eine Zeitreise in das beginnende 19. Jahrhundert. Wie ein Spiegelbild der Sehnsuchtswelten der Preußenkönige blicken wir mit den Augen der Zwergin Marie auf das bizarre Panorama einer vergangenen Zeit. Auf der verwunschenen Pfaueninsel, unweit von Potsdam in der Havel, gibt es einen kompletten Hofstaat samt Königshaus. In der außergewöhnlichen Landschaftsarchitektur des Eilands mit Palmen- und Rosengarten, Menagerien, Volieren und menschlichen Exoten findet ein abenteuerlicher Liebesreigen statt — dies alles bildet den Hintergrund der Suche nach einer Antwort auf die großen Fragen des Autors: In welchem Verhältnis stehen Kunst, Natur und Wissenschaft zueinander? Und: Wer trägt wofür die Verantwortung? Die Arbeits- und "Überwachungsbiene" Flora 717 ist die Protagonistin in dem Debüt-Roman der jungen Britin Laline Paull: "Die Bienen" (Tropen Verlag) . Flora 717 entführt den Leser in dieser temporeichen Fantasy-Geschichte in die Welt eines Bienenstocks, die merkwürdig vertraut erscheint. Auch im Kosmos des hierarchisch geordneten Bienenvolkes entscheiden Talente über den sozialen Aufstieg und die Chance zu Überleben - die Bereitschaft zum Widerstand hingegen über die Möglichkeit, totalitäre Machtgefüge zu stürzen. Das Schicksal der Biene Flora zeigt die abgründige Seite eines Überwachungssystems, in der man durch Zufall zur Staatsfeindin werden kann. Gleichzeitig lernen wir aus der Sicht des Bienenvolkes, wie auch in streng reglementierten Herrschaftsformen Liebe, Familiensinn, Solidarität und Gerechtigkeit lebbar sind. Denis Scheck empfiehlt: Christian Kracht und Helge Malchow (Hrsgs.): " Leitfaden für britische Soldaten in Deutschland 1944" (Kiepenheuer und Witsch) Ein kleines Büchlein als Informationsbroschüre über Deutschland, geschrieben im Herbst 1944 von Deutschland-Experten des britischen Außenministeriums und gedacht als Handlungsanweisung für britische Besatzungssoldaten im vor der Kapitulation stehenden Hitlerdeutschland. Eine extrem verdichtete Betriebsanleitung für Eroberer in ihrer neuen Rolle. Ein Crashkurs in deutscher Geschichte, deutscher Politik und deutscher Kultur. Und ein kesser Taschenbuchexkurs darüber, wie sich deutsche Geschichte, deutsche Mentalität und der deutsche Nationalcharakter in britischen Hirnen niedergeschlagen hat.
    Und — wie immer — auf dem Prüfstand des unerbittlichen Literatur-Kritikers Denis Scheck: Die aktuelle Spiegel-Bestseller-Liste Belletristik. Darin auf Platz 1 "Der Circle" von Dave Eggers, der Denis Scheck erklärt, warum er kein Fernsehinterview gibt.

    AntwortenLöschen

A minha alegria é o aroma de tangerina nos dedos

Mein Bild
Düsseldorf, Nordrhein-Westfalen, Germany
Lamego foi a cidade que me viu nascer. Porto foi a cidade que me viu crescer. Düsseldorf é a cidade que está a ver-me envelhecer.

OBRIGADA, AFRODITE!

OBRIGADA, AFRODITE!

Blog-Archiv

BLOGOSFERA

EURO 2016

SETEMBRO

SETEMBRO
“Quando todos pensam o mesmo, ninguém pensa muito”
Søren Aabye Kierkegaard

Quem me lê

I – AVÉ-MARIAS

Nas nossas ruas, ao anoitecer,
Há tal soturnidade, há tal melancolia,
Que as sombras, o bulício, o Tejo, a maresia
Despertam-me um desejo absurdo de sofrer.

O céu parece baixo e de neblina,
O gás extravasado enjoa-me, perturba;
E os edifícios, com as chaminés, e a turba
Toldam-se duma cor monótona e londrina.

Batem os carros d'aluguer, ao fundo,
Levando à via férrea os que se vão. Felizes!
Ocorrem-me em revista exposições, países:
Madrid, Paris, Berlim, S. Petersburgo, o mundo!

Semelham-se a gaiolas, com viveiros,
As edificações somente emadeiradas:
Como morcegos, ao cair das badaladas,
Saltam de viga em viga os mestres carpinteiros.

Voltam os calafates, aos magotes,
De jaquetão ao ombro, enfarruscados, secos;
Embrenho-me, a cismar, por boqueirões, por becos,
Ou erro pelos cais a que se atracam botes.

E evoco, então, as crónicas navais:
Mouros, baixéis, heróis, tudo ressuscitado!
Luta Camões no mar, salvando um livro a nado!
Singram soberbas naus que eu não verei jamais!

E o fim da tarde inspira-me; e incomoda!
De um couraçado inglês vogam os escaleres;
E em terra num tinir de louças e talheres
Flamejam, ao jantar, alguns hotéis da moda.

Num trem de praça arengam dois dentistas;
Um trôpego arlequim braceja numas andas;
Os querubins do lar flutuam nas varandas;
Às portas, em cabelo, enfadam-se os lojistas!

Vazam-se os arsenais e as oficinas;
Reluz, viscoso, o rio, apressam-se as obreiras;
E num cardume negro, hercúleas, galhofeiras,
Correndo com firmeza, assomam as varinas.

Vem sacudindo as ancas opulentas!
Seus troncos varonis recordam-me pilastras;
E algumas, à cabeça, embalam nas canastras
Os filhos que depois naufragam nas tormentas.

Descalças! Nas descargas de carvão,
Desde manhã à noite, a bordo das fragatas;
E apinham-se num bairro aonde miam gatas,
E o peixe podre gera focos de infecção!

Cesário Verde

O sentimento de um Ocidental

BIBLIOTECAS

CARTÃO PRÓSPERO

É o nome de uma das mais emblemáticas personagens de Shakespeare: Próspero, o mago de "A Tempestade". Muitos viram nele a encarnação dramática do Bardo de Stratford-upon-Avon e a metáfora do próprio Teatro. Próspero é também o nome de um Cartão que o TNSJ concebeu para servir de presente de Natal ou aniversário.
Entre os benefícios concedidos por este Próspero, contam-se entradas duplas para espetáculos da programação TNSJ, descontos especiais em publicações, e convites para ensaios abertos e actividades paralelas.
Mais informações nas Bilheteiras do TNSJ.

Passeios literários

Lista de boas intenções

Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer!

Quero separar-me de tudo aquilo, que não preciso. Só quem larga, tem as mãos livres!

Não guardes para amanhã, o que podes fazer hoje!

Certificado de Participação

Certificado de Participação
"O acaso faz com que essas duas
Que a sorte sempre separou
Se cruzem pela mesma rua
Olhando-se com a mesma dor".
Chico Buarque, "Umas e Outrass"


Livro, um amigo
para brincar comigo,
um navio para viajar,
um jardim para brincar,
uma escola para levar
debaixo do braço.

If I should learn, in some quite casual way
That you were gone, not to return again -
… I should but watch the station lights rush by
With a more careful interest on my face.

Edna St. Vicent Millay

A verdadeira viagem de descoberta consiste não em ver novas paisagens, mas em vê-las com novos olhos.

Marcel Proust

  • Große Bücher haben viele Kerne. Aber wenn Orhan Pamuk noch irgendetwas aus dieser Zeit besitzt, vielleicht ein Teeglas, dessen Rand sich noch immer an die süßen Lippen und den kleinen Mund der Schwarzen Rose erinnern kann, als sei er gestern davon berührt worden, dann werden wir dieses Glas eines Tages im Museum der Unschuld sehen und uns an die Zauberworte erinnern, die sein Schlaf geboren hat.
O caminho para todas as coisas grandiosas passa pelo silêncio.

Friedrich Nietzsche

ZEIT ZUM LESEN

ZEIT ZUM LESEN
Seit 4. September 2008 probiert Teresa ihr neues BÄREN Leben aus!

Demasiada pequena para pensar em Deus
Demasiada segura de si mesma para pensar em Deus
Demasiada enamorada para pensar em Deus
Demasiada ocupada para pensar em Deus
Demasiada cansada para pensar em Deus
- demasiado tarde para pensar em Deus
Like sands thru the hour glass so are the days of our lives.

Nada te perturbe,
Nada te espante,
Tudo passa,
Deus não muda,
A paciência tudo alcança;
Quem a Deus tem
Nada lhe falta:
Só Deus basta.

Eleva o pensamento,
Ao céu sobe,
Por nada te angusties,
Nada te perturbe.

Stª Teresa D'Ávila
“Quando todos pensam o mesmo, ninguém pensa muito” Søren Aabye Kierkegaard

Escrever é pura e simplesmente uma maneira de criar imagens multicolores!

Muito obrigada, Tossan!

Muito obrigada, Tossan!

Muito obrigada à Edna pela nomeação

Muito obrigada à Edna pela nomeação

Muito obrigada à Cleopatra Moon pela nomeação!

Muito obrigada à Cleopatra Moon pela nomeação!

Da minha amiga de sempre a Isabel Cabral!

Da minha amiga de sempre a Isabel Cabral!

Directo do Porto para Düsseldorf do Artista Maldito com a benção do Joseph Beuys

Directo do Porto para Düsseldorf do Artista Maldito com a benção do Joseph Beuys

Da TETÉ

Da TETÉ

DIA DA TERRA

"Eu saí da Terra três vezes. E eu descobri que não há outro lugar para ir", disse o astronauta Wally Schirra

FONTES

Do ARTISTA MALDITO

Do ARTISTA MALDITO

Do Artista Maldito

Do Artista Maldito

EMATEJOCA

Jardim de Amizade

Jardim de Amizade

MASP em São Paulo



Bookmark and Share

OBRIGADA, PÓ DE ESTRELA!

OBRIGADA, PÓ DE ESTRELA!

RENASCER

RENASCER
Obrigada, Pó de Estrela
Algumas imagens colocadas no blog são tiradas da net.
Se alguém for proprietário e for contra a publicação por favor deixe um aviso.
Obrigada

Obrigada, Carlos Albuquerque

Obrigada, Carlos Albuquerque

Um tesouro azul

Da BLUE VELVET

Da BLUE VELVET

GALERIA PRÉMIOS E SÊLOS

GALERIA PRÉMIOS E SÊLOS

caça aos políticos

Obrigada, Papoila!

Obrigada, Papoila!

Obrigada, Teresa!

Obrigada, Teresa!

OBRIGADA, BLUE VELVET!

OBRIGADA, BLUE VELVET!

Muito obrigada, Teté!

Muito obrigada, Teté!

Fundação Eugénio de Andrade

O meu Anjo de Natal

O meu Anjo de Natal

MÚSICA

Diz que não gosta de música clássica?

A justiça começa em casa.

FORTUNA DÜSSELDORF

FORTUNA DÜSSELDORF

É nacional? Vamos comprar!

Está provado que se cada português consumir 100 EUR de produtos nacionais por mês a economia cresce acima de todas as estimativas e ainda cria 1 posto de trabalho!

Por favor, quando for ao supermercado, dê preferência aos produtos de fabrico Português.
Se não sabe quais são, verifique sempre o CÓDIGO DE BARRAS:

TODOS OS PRODUTOS PORTUGUESES COMEÇAM POR "560" NO CÓDIGO DE BARRAS!

Obrigada, Beatriz!

Obrigada, Beatriz!
A 83ª cerimónia dos Óscares está marcada para o dia 27 de Fevereiro, no Kodak Theatre, em Los Angeles, Califórnia, sendo os nomeados conhecidos em Janeiro.

Ars Homo Erotica em Varsóvia

selo "ematejoca azul"

There is no path you create it once you set out to walk it