A Mentira

Porque é que, na maior parte das vezes, os homens na vida quotidiana dizem a verdade? Certamente, não porque um deus proibiu mentir. Mas sim, em primeiro lugar, porque é mais cómodo, pois a mentira exige invenção, dissimulação 
e memória. Por isso Swift diz: «Quem conta uma mentira raramente se apercebe do pesado fardo que toma sobre 
si; é que, para manter uma mentira, tem de inventar outras vinte». Em seguida, porque, em circunstâncias simples, é vantajoso dizer directamente: quero isto, fiz aquilo, e outras coisas parecidas; portanto, porque a via da obrigação e da autoridade é mais segura que a do ardil. Se uma criança, porém, tiver sido educada em circunstâncias domésticas complicadas, então maneja a mentira com a mesma naturalidade e diz, involuntariamente, sempre aquilo que corresponde ao seu interesse; um sentido da verdade, uma repugnância ante a mentira em si, são-lhe completamente estranhos e inacessíveis, e, portanto, ela mente com toda a inocência. 

Friedrich Nietzsche, in "Humano, Demasiado Humano"

Kommentare

  1. Mentir com toda a inocência será perverso ou normal quando se é educado assim?!

    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Não há ninguém que não minta, Rosa dos Ventos!

      Ainda me lembro que, quando eu era criança à minha volta, reprovava-se a mentira, mas fugia-se cuidadosamente da verdade, por inocência ou por perversão, isso é que não sei.

      Löschen
  2. Curiosa esta "abordagem" do tema "verdade/mentira" ! eheh ... Chama-se a isto "virar o bico ao prego" ! rsrs
    ... No entanto, uma grande verdade ! :)))
    ... Quanto às crianças, na sua "inocência", ou são naturalmente verdadeiras ou mentirosas ("naturalmente" mentirosas) ! ... Uma característica naturalmente derivada do meio e condições em que vive.

    Beijinho, Teresa !
    .

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. "Virar o bico ao prego" foi realmente a minha intenção, Rui, porque ao ler sobre este tema na blogosfera, dá a entender que todos os portugueses não mentem, só os membros do actual governo é que mentem.

      O grande pensador Friedrich Nietzsche era da opinião que mentir é humano, demasiado humano; sendo um dia como o de ontem, uma boa altura para pensarmos na causa das nossas mentiras e esquecer as mentiras dos outros.

      Mil beijinhos verdadeiros da amiga de longe!

      Löschen
  3. ~ Há mentiras e mentirinhas...

    ~ É curto o período de inocência das crianças que mentem. Depressa percebem que estão a enganar. Manifestações do superego natural.
    ~ É o ego ideal e a consciência moral que nos fazem aceitar princípios que se tornam nos nossos valores éticos.
    ~ Todos os humanos experimentam a mentira, para terem a noção de que, além de complicada, gera complexo de culpa.
    ~ Mas também há as mentirinhas que, a maior parte das vezes, são caridosas e são uma manifestação de bondade.

    ~ ~ ~ Beijinhos de amizade sincera. ~ ~ ~

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Ninguém gosta de admitir esta dura verdade: todos temos um pouco —ou muito —de Pinocchio.

      Quando eu era criança costumava dizer que tinha um irmão, o que era mentira, porque eu era filha única.

      Segundo o filósofo chinês Confúcio só se deve mentir quando a verdade prejudica a família ou a nação.

      Na amizade nunca minto, Majo!

      Löschen
  4. A mentira tem muito que se lhe diga!! Gostei muito do texto. Mentir parece sempre muito mais fácil do que de facto é, mas, às vezes, até parece que dá jeito...

    Beijinhos verdadeiros...

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Concordo em absoluto com o Jonathan Swift.

      Mentir é um fardo pesado, no entanto, fugir cuidadosamente da verdade é um fardo muitíssimo mais pesado.

      A minha amizade é sempre verdadeira, Graça!

      Löschen
  5. Há também as chamadas mentiras piedosas, que são normalmente bem intencionadas, mas nem sempre surtem os efeitos desejados :-)

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Hoje à noite ao telefonar com uma familiar portuguesa não lhe menti, mas fugi cuidadosamente da verdade, não por piedade, mas por cobardia!

      Ela também não me mentiu, mas fugiu de me dizer a verdade, não por cobardia, mas para não estar a incomodar.

      Löschen
  6. Um mentiroso tem que ser MUUUIIITO esperto.
    Se não o for, é agarrado com a maior facilidade.
    Mais depressa que um coxo, não é?

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Como já dizia o Abraham Lincoln:

      "Nenhum mentiroso tem uma memória suficientemente boa para ser um mentiroso de êxito."

      Löschen
  7. Não dizer a verdade não é mentir é manter em segredo aquilo que faz sofrer aqueles que amamos!
    Eu guardo segredos religiosamente...sou um túmulo como se diz por cá!
    mas isso pertence a outro departamento! :)
    Não encontrei a ida à biblioteca...

    Abraço

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. A minha familiar portuguesa é que mantem religiosamente em segredo aquilo que eu sei, e que finjo não saber.

      Publiquei no Câmara azul sobre a minha ida à biblioteca com a Ema e a Lurée, mas a fotografia é de um visitante da biblioteca da igreja, onde eu trabalho.

      Abraço da amiga de longe!

      Löschen
    2. Quis comentar lá mas não consegui!
      Uma fofura de leitor!
      Irá longe!
      Não sabia que trabalhavas numa biblioteca...
      Que sorte! :)

      Abraço

      Löschen
    3. No Câmara Azul a caixa dos comentários está fechada, Rosa dos Ventos!

      Eu trabalho na biblioteca da igreja da minha freguesia e na biblioteca do liceu dos meus filhos. As bibliotecas são o meu Paraíso.

      Abraço e boa noite!

      Löschen

Kommentar veröffentlichen