Lésbicas Famosas — Sylvia Beach

 
Desculpem lá, eu entalar o Papa Francisco I entre duas lésbicas, mas não seria possível eu deixar de mencionar no dia do seu aniversário Sylvia Beach, proprietária da livraria e editora Shakespeare and Company, que teve a coragem de publicar um dos melhores romances de todos os tempos Ulisses de James Joyce.

Kommentare

  1. Qual é o animal que gosta muito de comer avelãs?

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. O esquilo (das Eichhörnchen), querida Ema!

      Löschen
  2. O romance pode ser magnífico, mas foi dos tais que não consegui ler, pois não estava a entender literalmente nada! ;)

    Não gosto nada da palavra lésbica, que à partida me parece logo um rótulo, quase sempre discriminatório. Não será o caso aqui, mas mesmo assim não gosto.

    Quanto às imagens humorísticas, elas correm no facebook, não são minhas nem estão nos segredos dos deuses, portanto a sua utilização não parece acarretar qualquer problema. :)

    Beijocas!

    AntwortenLöschen
    Antworten
    1. Prefiro a palavra lésbica, que vem do latim lesbius e se referia, antes da poetisa Safo entrar em cena, aos habitantes da ilha de Lesbos.
      A ilha foi um importante centro cultural onde viveu a Safo, entre os séculos VI e VII a.C., que eu muito admiro pelos seus poemas sobre o amor e a beleza, quase sempre dirigidos às mulheres.
      Por esta razão, o relacionamento sexual entre mulheres passou a ser conhecido como lesbianismo ou safismo.

      Löschen
  3. Literatur im Foyer14. März 2013 um 21:25

    Das Buch lebt — das beweisen alljährlich Buchmessen wie die in Leipzig. Unzählige Neuerscheinungen mit Romanen, Erzählungen und Gedichten sind im vergangenen Jahr erschienen — auch dieses Jahr werden es voraussichtlich wieder einige mehr. Doch welche Bücher sind groß, welche nicht? Was ist das passende Buch zur Krise, zum Wetter, zum Zeitvertreib? Bald werden die Tore in Leipzig eröffnet, und kurz darauf werden die Preisträger der Leipziger Buchmesse feststehen und auch die Verlierer aus der engeren Wahl. Wie immer wird es Zustimmung und kritische Stimmen geben. Manche Neuerscheinung wird als Sensation des Frühjahrs, manche als die große Enttäuschung gehandelt werden.
    Thea Dorn hat zum Auftakt der Leipziger Buchmesse so hellsichtige wie scharfzüngige Kollegen eingeladen. Zum traditionellen Buchmessen-Quartett erwartet sie: Felicitas von Lovenberg, die Moderationskollegin von "Literatur im Foyer" und Literaturchefin der F.A.Z.; Ijoma Mangold, Literaturchef der "Zeit" sowie Denis Scheck, Moderator vom ARD-Büchermagazin "druckfrisch". Gemeinsam diskutieren und streiten sie über die nominierten Autoren für den Preis der Leipziger Buchmesse und stellen die wichtigsten Neuerscheinungen des Frühjahrs vor.

    AntwortenLöschen
  4. Não percebo muito de Papas mas penso que este não se preocupa com semelhantes entaladelas!
    Vai ter que suportar tantas das outras...
    Sylvia Beach já era minha conhecida!
    Ainda não cheguei a este Ulisses mas penso ainda lá chegar...
    Quero agradecer os parabéns que me deixaste de uma forma tão poética, não confirmei mas pareceu-me Pessoa...
    Se estiver enganada venho aqui retratar-me! :-))

    Abraço

    AntwortenLöschen
  5. Venho retratar-me!
    O autor é Mário Sá-Carneiro...
    Afinal têm algumas temáticas em comum!:-))

    Abraço

    AntwortenLöschen
  6. Nunca li o livro. Ficou agora a curiosidade.
    A homossexualidade sempre existiu e apesar de ser contra natura, dela sempre saíram verdadeiros génios e gente de muita coragem.
    Admiro quem não tem vergonha de se mostrar como é! Já o mesmo não digo, da exuberância, ostentação e espalhafato de tal condição.
    Um beijinho Teresa

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen