Samstag, 3. November 2012

HELL

 
Nos dias 3 e 4 de Novembro, o Teatro Nacional São João do Porto apresenta a peça Hell, que é uma adaptação de Hector Babenco e Marco Antônio Braz do romance Hell Paris da escritora cool-trash Lolita Pille, então com 21 anos,  que rapidamente se tornou um campeão de vendas em França e, logo depois, um fenómeno editorial em múltiplas línguas e países.
Não admira: de todas as obras literárias que exploram o desregrado e degradante modo de vida de jovens com pais milionários —  sexo, vodca, cocaína, roupas de marca, entre outros regalos —, Hell parece não apenas uma das mais lúcidas, mas também uma das mais verdadeiras, renunciando a desculpas moralizantes e a justificações sociológicas.
O realizador Héctor Babenco e o encenador Marco António Braz seguiram o impulso de adaptar este misto de romance e relato confessional para o palco, trabalho de que resultou um espetáculo implacável, concebido para revelar a irresistível espiral de autodestruição da protagonista, interpretada pela actriz Bárbara Paz.
A reputada crítica brasileira Bárbara Heliodora não hesitou em assinalar no
jornal O Globo: “Hell é um espetáculo de alta categoria, que honra o teatro
como instrumento de conhecimento de nós mesmos”.

de
Lolita Pille
adaptação
Héctor Babenco, Marco Antônio Braz
encenação
Héctor Babenco
apoio à encenação
Murilo Hauser
conceção de imagem
Giovanni Bianco
cenografia
Felipe Tassara
desenho de luz
Beto Bruel
interpretação
Bárbara Paz, Paulo Azevedo
produção
H2E Produções (São Paulo, Brasil)
estreia
7Out2010 Teatro SESI (São Paulo)
dur. aprox. 1:15
M/12 anos

Kommentare:

  1. acabei não vendo esse espetáculo. beijos, pedrita

    AntwortenLöschen
  2. É uma adaptação para teatro do livro de Lolita Pillè.
    A adaptação feita por Hector Babenco e Marco Antonio Braz. .
    "Penso que a transposição desde texto para dramaturgia de dois atores possa de alguma forma flagrar um instante de vida onde a vida real parece impossível. Gostaria de entregar no palco a sensação do fracasso do amor, entre pessoas que tem tudo para serem felizes e que são impedidas pelos vícios ou por um comportamento doentio delas mesma." Hector Babenco

    Lolita Pille escreveu esse livro nas mesas de bares às 4 da manhã quando saía das boates. Ela relata sua vida, de suas amigas, e seus romances de uma forma dura, crua, amarga, quase que como um diário. Depois de fazer um aborto ela se depara com o vazio existencial e desvenda sem hipocrisia esse mundinho fútil dos ricos, o lado sombrio de uma juventude aparentemente dourada. HELL é um retrato sincero e devastador de uma juventude rica e consumista de Paris que preenche suas vidas com drogas e roupas de Grife.
    Hell poderia se passar em qualquer cidade do mundo, pois espelha os valores e comportamentos de uma sociedade que não encontrando os limites do prazer vive o angustiante vazio do excesso.

    AntwortenLöschen

A minha alegria é o aroma de tangerina nos dedos

Mein Foto
Düsseldorf, Nordrhein-Westfalen, Germany
Lamego foi a cidade que me viu nascer. Porto foi a cidade que me viu crescer. Düsseldorf é a cidade que está a ver-me envelhecer.

OBRIGADA, AFRODITE!

OBRIGADA, AFRODITE!

Blog-Archiv

BLOGOSFERA

“Quando todos pensam o mesmo, ninguém pensa muito”
Søren Aabye Kierkegaard

Quem me lê

NOBEL

I – AVÉ-MARIAS

Nas nossas ruas, ao anoitecer,
Há tal soturnidade, há tal melancolia,
Que as sombras, o bulício, o Tejo, a maresia
Despertam-me um desejo absurdo de sofrer.

O céu parece baixo e de neblina,
O gás extravasado enjoa-me, perturba;
E os edifícios, com as chaminés, e a turba
Toldam-se duma cor monótona e londrina.

Batem os carros d'aluguer, ao fundo,
Levando à via férrea os que se vão. Felizes!
Ocorrem-me em revista exposições, países:
Madrid, Paris, Berlim, S. Petersburgo, o mundo!

Semelham-se a gaiolas, com viveiros,
As edificações somente emadeiradas:
Como morcegos, ao cair das badaladas,
Saltam de viga em viga os mestres carpinteiros.

Voltam os calafates, aos magotes,
De jaquetão ao ombro, enfarruscados, secos;
Embrenho-me, a cismar, por boqueirões, por becos,
Ou erro pelos cais a que se atracam botes.

E evoco, então, as crónicas navais:
Mouros, baixéis, heróis, tudo ressuscitado!
Luta Camões no mar, salvando um livro a nado!
Singram soberbas naus que eu não verei jamais!

E o fim da tarde inspira-me; e incomoda!
De um couraçado inglês vogam os escaleres;
E em terra num tinir de louças e talheres
Flamejam, ao jantar, alguns hotéis da moda.

Num trem de praça arengam dois dentistas;
Um trôpego arlequim braceja numas andas;
Os querubins do lar flutuam nas varandas;
Às portas, em cabelo, enfadam-se os lojistas!

Vazam-se os arsenais e as oficinas;
Reluz, viscoso, o rio, apressam-se as obreiras;
E num cardume negro, hercúleas, galhofeiras,
Correndo com firmeza, assomam as varinas.

Vem sacudindo as ancas opulentas!
Seus troncos varonis recordam-me pilastras;
E algumas, à cabeça, embalam nas canastras
Os filhos que depois naufragam nas tormentas.

Descalças! Nas descargas de carvão,
Desde manhã à noite, a bordo das fragatas;
E apinham-se num bairro aonde miam gatas,
E o peixe podre gera focos de infecção!

Cesário Verde

O sentimento de um Ocidental

BIBLIOTECAS

CARTÃO PRÓSPERO

É o nome de uma das mais emblemáticas personagens de Shakespeare: Próspero, o mago de "A Tempestade". Muitos viram nele a encarnação dramática do Bardo de Stratford-upon-Avon e a metáfora do próprio Teatro. Próspero é também o nome de um Cartão que o TNSJ concebeu para servir de presente de Natal ou aniversário.
Entre os benefícios concedidos por este Próspero, contam-se entradas duplas para espetáculos da programação TNSJ, descontos especiais em publicações, e convites para ensaios abertos e actividades paralelas.
Mais informações nas Bilheteiras do TNSJ.

Passeios literários

Lista de boas intenções

Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer!

Quero separar-me de tudo aquilo, que não preciso. Só quem larga, tem as mãos livres!

Não guardes para amanhã, o que podes fazer hoje!

Certificado de Participação

Certificado de Participação
"O acaso faz com que essas duas
Que a sorte sempre separou
Se cruzem pela mesma rua
Olhando-se com a mesma dor".
Chico Buarque, "Umas e Outrass"


Livro, um amigo
para brincar comigo,
um navio para viajar,
um jardim para brincar,
uma escola para levar
debaixo do braço.

If I should learn, in some quite casual way
That you were gone, not to return again -
… I should but watch the station lights rush by
With a more careful interest on my face.

Edna St. Vicent Millay

A verdadeira viagem de descoberta consiste não em ver novas paisagens, mas em vê-las com novos olhos.

Marcel Proust

  • Große Bücher haben viele Kerne. Aber wenn Orhan Pamuk noch irgendetwas aus dieser Zeit besitzt, vielleicht ein Teeglas, dessen Rand sich noch immer an die süßen Lippen und den kleinen Mund der Schwarzen Rose erinnern kann, als sei er gestern davon berührt worden, dann werden wir dieses Glas eines Tages im Museum der Unschuld sehen und uns an die Zauberworte erinnern, die sein Schlaf geboren hat.
O caminho para todas as coisas grandiosas passa pelo silêncio.

Friedrich Nietzsche

ZEIT ZUM LESEN

ZEIT ZUM LESEN
Seit 4. September 2008 probiert Teresa ihr neues BÄREN Leben aus!

Demasiada pequena para pensar em Deus
Demasiada segura de si mesma para pensar em Deus
Demasiada enamorada para pensar em Deus
Demasiada ocupada para pensar em Deus
Demasiada cansada para pensar em Deus
- demasiado tarde para pensar em Deus
Like sands thru the hour glass so are the days of our lives.

Nada te perturbe,
Nada te espante,
Tudo passa,
Deus não muda,
A paciência tudo alcança;
Quem a Deus tem
Nada lhe falta:
Só Deus basta.

Eleva o pensamento,
Ao céu sobe,
Por nada te angusties,
Nada te perturbe.

Stª Teresa D'Ávila
“Quando todos pensam o mesmo, ninguém pensa muito” Søren Aabye Kierkegaard

Escrever é pura e simplesmente uma maneira de criar imagens multicolores!

Muito obrigada, Tossan!

Muito obrigada, Tossan!

Muito obrigada à Edna pela nomeação

Muito obrigada à Edna pela nomeação

Muito obrigada à Cleopatra Moon pela nomeação!

Muito obrigada à Cleopatra Moon pela nomeação!

Da minha amiga de sempre a Isabel Cabral!

Da minha amiga de sempre a Isabel Cabral!

Directo do Porto para Düsseldorf do Artista Maldito com a benção do Joseph Beuys

Directo do Porto para Düsseldorf do Artista Maldito com a benção do Joseph Beuys

Da TETÉ

Da TETÉ

DIA DA TERRA

"Eu saí da Terra três vezes. E eu descobri que não há outro lugar para ir", disse o astronauta Wally Schirra
Loading...

FONTES

Do ARTISTA MALDITO

Do ARTISTA MALDITO

Do Artista Maldito

Do Artista Maldito

EMATEJOCA

Jardim de Amizade

Jardim de Amizade

MASP em São Paulo



Bookmark and Share

OBRIGADA, PÓ DE ESTRELA!

OBRIGADA, PÓ DE ESTRELA!

RENASCER

RENASCER
Obrigada, Pó de Estrela
Algumas imagens colocadas no blog são tiradas da net.
Se alguém for proprietário e for contra a publicação por favor deixe um aviso.
Obrigada

Obrigada, Carlos Albuquerque

Obrigada, Carlos Albuquerque

Um tesouro azul

Da BLUE VELVET

Da BLUE VELVET

GALERIA PRÉMIOS E SÊLOS

GALERIA PRÉMIOS E SÊLOS

caça aos políticos

Obrigada, Papoila!

Obrigada, Papoila!

Obrigada, Teresa!

Obrigada, Teresa!

OBRIGADA, BLUE VELVET!

OBRIGADA, BLUE VELVET!

Muito obrigada, Teté!

Muito obrigada, Teté!

Fundação Eugénio de Andrade

O meu Anjo de Natal

O meu Anjo de Natal

MÚSICA

Diz que não gosta de música clássica?

A justiça começa em casa.

FORTUNA DÜSSELDORF

FORTUNA DÜSSELDORF

É nacional? Vamos comprar!

Está provado que se cada português consumir 100 EUR de produtos nacionais por mês a economia cresce acima de todas as estimativas e ainda cria 1 posto de trabalho!

Por favor, quando for ao supermercado, dê preferência aos produtos de fabrico Português.
Se não sabe quais são, verifique sempre o CÓDIGO DE BARRAS:

TODOS OS PRODUTOS PORTUGUESES COMEÇAM POR "560" NO CÓDIGO DE BARRAS!

Obrigada, Beatriz!

Obrigada, Beatriz!
A 83ª cerimónia dos Óscares está marcada para o dia 27 de Fevereiro, no Kodak Theatre, em Los Angeles, Califórnia, sendo os nomeados conhecidos em Janeiro.

Ars Homo Erotica em Varsóvia

selo "ematejoca azul"

There is no path you create it once you set out to walk it