1957: Os Nove de Little Rock

Na noite de 23 de Setembro, o presidente Dwight Eisenhower falou na televisão ao povo americano: "Como se sabe, a Corte Suprema dos Estados Unidos decidiu que são inconstitucionais as leis sobre a segregação racial nas escolas. A nossa opinião pessoal quanto à decisão não desempenha qualquer papel na imposição do cumprimento da lei. A base dos nossos direitos e liberdades individuais é assente na garantia de que o presidente e o Poder Executivo apoiam e impõem as decisões da Corte Suprema. Se necessário, com todos os recursos à disposição do presidente".
A posição de Eisenhower foi bem explícita: embora o presidente  não fosse um defensor do movimento em prol dos direitos civis dos negros, estava decidido a acabar com a resistência em Little Rock.
Em 24 de Setembro de 1957, o presidente envia tropas militares a Little Rock, capital do Arkansas, para escoltar nove candidatos negros, seis raparigas e três rapazes, que deveriam frequentar a Central High School no ano lectivo que se iniciava, juntamente com 1.900 escolares brancos.
No dia 25 de Setembro de 1957 nove adolescentes frequentam, pela primeira vez, as aulas no seu novo colégio. As provocações verbais e físicas que os nove alunos negros tiveram que aguentar dos colegas brancos já é uma outra história.

Kommentare

  1. E quem havia de dizer que isto foi apenas há 55 anos? Quantos séculos de obscurantismo...

    AntwortenLöschen
  2. História.
    Para ler e aprender/recordar.
    :)

    AntwortenLöschen
  3. Uma oportuníssima recordação que, com a sua permissão, lhe vou roubar...amanhã!

    AntwortenLöschen
  4. E armam-se os States em arautos da Liberdade!
    Há 55 anos ainda havia disto por lá!

    Abraço

    AntwortenLöschen
  5. Olá Teresa!
    Então isso faz-se? :-)))
    Os leitores a correrem para aqui para saberem qual foi a praça que enviou para o desafio e dão com o nariz na porta?
    Mau, mau...

    AntwortenLöschen
  6. In eighteen sixty-five
    Abraham Lincoln didn't survive.

    Am 14.4.1865 - der amerikanische Bürgerkrieg war soeben beendet - wird Präsident Lincoln im Ford-Theater in Washington erschossen, nachdem er in einer Rede zuvor das Wahlrecht für schwarze Bürgerkriegsveteranen gefordert hat. Sein Mörder ist John Wilkes Booth, ein glühender Verfechter der Slaverei, der die Vorstellung eines Bürgerstatus für Schwarze ("black citizenship") für Verrat an der amerikanischen Verfassung hält.
    Lincolns Nachfolger wird sein Vizepräsident Andrew Jackson.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen