1º de Maio

Sem trabalho e sem luta a vida é completamente destituída de valor!

Kommentare

  1. O meu Maio

    A todos que saíram às ruas,
    De corpo-máquina cansado,
    A todos que imploram feriado
    As costas que a terra extenua
    Primeiro de Maio!
    Meu mundo, em primaveras,
    Derrete a neve com sol gaio.
    Sou operário - este é meu maio!
    Sou camponês - este é o meu mês!
    Sou ferro - eis o maio que quero!
    Sou terra - o maio é minha era!

    Vladimir Maiakovski

    AntwortenLöschen
  2. Acabado de regressar a Lisboa, deparei-me com um triste espectáculo dado pelos portugueses neste 1º de Maio.
    Quase me sinto tentado a apoiar as suas críticas aos portugueses e a concluir que Portugal não precisa de um novo governo, mas sim de um novo povo. Este é demasiado mesquinho...
    mas amanhã escreverei sobre isso.
    Sim, Teresa, estou desanimado, apesar de regressar a Lisboa com a alma lavada.

    AntwortenLöschen
  3. Tal como o Carlos, estou completamente desiludida com o povo português - acenam-lhe com uma promoção e aí vai ele a correr e a saltar, esquecendo os valores porque se deveria pautar!

    Vale que passei o fim da tarde na Feira do Livro, que sempre me animou um (bom) bocado!

    Beijocas!

    AntwortenLöschen
  4. Ah, e claro, quando escrevi o meu post ainda não sabia das ditas promoções do Pingo Doce. Que vergonha! Tanto para o empresário, como para o povo, que acorreu em catadupas... :P

    AntwortenLöschen
  5. A campanha de descontos do Pingo doce não foi desavergonhada, o empresário leu Bertold Brecht e sabia que:

    "Erst kommt das Fressen, dann kommt die Moral!"

    AntwortenLöschen
  6. Cem por cento de acordo!
    Pena que MUITA gente não perceba isso.

    AntwortenLöschen
  7. Volto só para dizer que já pode satisfazer a sua curiosidade... O post já foi publicado e creio que irá ficar um pouco surpreendida :-)

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen