O sono

O sono que desce sobre mim,
O sono mental que desce fisicamente sobre mim,
O sono universal que desce individualmente sobre mim —
Esse sono
Parecerá aos outros o sono de dormir,
O sono da vontade de dormir,
O sono de ser sono.

Mas é mais, mais de dentro, mais de cima:
E o sono da soma de todas as desilusões,
É o sono da síntese de todas as desesperanças,
É o sono de haver mundo comigo lá dentro
Sem que eu houvesse contribuído em nada para isso.

O sono que desce sobre mim
É contudo como todos os sonos.
O cansaço tem ao menos brandura,
O abatimento tem ao menos sossego,
A rendição é ao menos o fim do esforço,
O fim é ao menos o já não haver que esperar.

Há um som de abrir uma janela,
Viro indiferente a cabeça para a esquerda
Por sobre o ombro que a sente,
Olho pela janela entreaberta:
A rapariga do segundo andar de defronte
Debruça-se com os olhos azuis à procura de alguém.
De quem?,
Pergunta a minha indiferença.
E tudo isso é sono.

Meu Deus, tanto sono!...

Álvaro de Campos, in "Poemas"
Heterónimo de Fernando Pessoa

Kommentare

  1. Espero que não tenha sido o nosso diálogo cibernético a dar-lhe sono :))
    Bjs e bfds

    AntwortenLöschen
  2. Há uns anos, quando estava ainda em Lisboa, passei uma noite numa clínica do sono.
    Sensores espalhados pelo corpo todo, para registarem e estudarem como funciona o sono de um alentejano típico...
    Devem ter saído uns gráficos de linhas direitas horizontais...
    :-)

    AntwortenLöschen
  3. O nosso diálogo cibernético teve lugar às 4 horas da manhã daqui, meu caro Pedro, não admira que me tenha dado o sono.

    AntwortenLöschen
  4. Uma amiga minha também passou uma noite numa clínica do sono em Wuppertal e, como não é alentejana, os gráficos não saíram de linhas direitas horizontais. Não deu resultado e ela continua a sofrer de insónia.

    AntwortenLöschen
  5. A insónia consiste em dormir ao contrário.

    AntwortenLöschen
  6. É a astenia primaveril a funcionar.
    PS: Já respondi ao seu comentário sobre a mulher do metro :-)

    AntwortenLöschen
  7. Hoje ouvi na rádio que se comemorava o dia mundial do sono, fui pesquisar na net e uns diziam que era a 16 março, outros a 17 e ainda uns que era a 21...

    Não interessa...quando temos sono o melhor é dormir.

    Gostei do sono de Fernando Pessoa :)

    Beijinho e bom óó :)

    AntwortenLöschen
  8. E o que sinto é sobretudo cansaço!
    Às vezes apetece mesmo adormecer e acordar daqui por uns meses...mas naturalmente, uma espécie de hibernação! :-))

    Abraço

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen