Portugal deverá deixar a zona euro nos próximos 5 anos?

Num artigo publicado pelo Financial Times britânico, com o título de A zona euro encaminha-se para a separação, o professor da Universidade de Nova Iorque, Nouriel Roubini, diz que o abandono do euro e o regresso às divisas nacionais no caso dos países periféricos da zona euro, leia-se Grécia, Irlanda e Portugal é a única opção.

Kommentare

  1. Penso mais que a Europa será dominada pelos países emergentes daqui a cinco anos, aliás... Merkel é uma das grandes responsáveis pela regressão deste continente mais Durão que ao construirem o Alcacer Quibir da União.

    AntwortenLöschen
  2. Não faço a menor ideia, até porque de economia só percebo um pouco da domèstica... ;)

    Beijocas!

    AntwortenLöschen
  3. (Ena... realmente, as coisas vistas assim desfizeram-me as dúvidas existenciais que tinha...)

    ;)

    AntwortenLöschen
  4. Querida Teresa:

    Não julgue que o meu silêncio é intencional.
    Infelizmente não consigo visitar os seus blogues a partir do pc que tenho em casa porque a entrada fica-me bloqueada como se a página representasse perigo.
    Como raramente acedo à internet sem ser por casa não consigo vir aqui.
    Ainda assim penso muitas vezes em si e na sua familia. Na proxima semana conto ir fazer uma visita à Eulália, só lamento que a Teresa esteja tão longe que, uma visita esteja fora de hipóteses.
    Tenho saudades suas, da sua energia e da sua boa disposição!
    Um grande beijo!

    AntwortenLöschen
  5. Já falei disto há seis meses, portanto só faltam quatro anos e meio... Ou talvez menos...

    AntwortenLöschen
  6. Subscrevo o que disse a Teté.:)
    bji

    AntwortenLöschen
  7. Conheço as capacidades de análise e previsões de Roubini. Não é um economista qualquer.
    O futuro dependerá muito mais do comportamento dos povos do que dos governos.
    Há um problema grande, que reside no facto de nos termos habituado a um estilo de vida incomportável e leis limitadoras e impeditivas de um crescimento sustentado.
    Vive-se muito de utopias e ilusões insustentáveis.
    .

    AntwortenLöschen
  8. Isso é o que os ingleses e americanos mais querem que aconteça. Que não tenham a menor dúvida que uma parte substancial dos problemas da zona euro se devem a esta pressão. O facto do dólar poder deixar de ser a moeda de referência e a Libra estar reduzida a uma expressão de moeda nacional não agradava nada ao eixo Washington-Londres isto independentemente dos problemas reais que existem. Quanto às previsões dos economistas lembro-me sempre de uma imagem que um professor utilizava dizendo que fazer previsões em economia é como conduzir um carro de olhos vendados e a olhar para trás ... Onde estavam eles para prever a actual situação ANTES dela se tornar clara? Onde estavam esses sumos especialistas para detectarem o problema do desregulamento e da batota? É como no tal carro, enquanto a estrada é a direito prevêem bem ... o problema é quando há curvas ...

    AntwortenLöschen
  9. Como escrevi há tempos, a pergunta é se devíamos ter entrado. creio que não haverá alternativa, dentro de 3 ou 4 anos, salvo se a UE se assumir como tal. O que não meparece, pois os conservadores - que no fundo sempre foram contra a UE- governam os principais países europeus e não têm a solidariedade como valor. Gostam mais de praticar a caridadezinha, como os fariseus.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen