Árvores





Árvores negras que falais ao meu ouvido,
Folhas que não dormis, cheias de febre,
Que adeus é este adeus que me despede
E este pedido sem fim que o vento perde
E esta voz que implora, implora sempre
Sem que ninguém lhe tenha respondido?

Sophia de Mello Breyner Andresen

Kommentare

  1. Bonitas fotos, com ninho e tudo e bonito poema.

    AntwortenLöschen
  2. Vê-se bem que a Primavera andou hoje por aí, minha amiga...
    Obrigado pelas belas palavras que me deixou lá no CR.

    AntwortenLöschen
  3. Um lindo dia azul, por aí! Gostei das fotos, mas sou suspeita, que acho que as árvores são sempre bons modelos... :)

    Beijocas!

    AntwortenLöschen
  4. Cuidado com as ratazanas, estão por todo o lado.
    .

    AntwortenLöschen
  5. Por aqui na suiça as arvores nem sao despidas, pelo contrario. Tem uma copa grande e robusta e suportam bem o peso do gelo da neve.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen