A Justiça alemã condenou a cantora Nadja Benaissa a dois anos de liberdade condicional e a 300 horas de trabalho comunitário.

A alemã, de origem marroquina, do grupo No Angels, foi julgada pelo tribunal em Darmstadt por ter praticado relações sexuais sem preservativos, apesar de saber que era portadora do vírus da sida. Benaissa confessou ter tido relações sexuais sem uso de preservativos, mas negou ter tido a intenção de infectar os seus parceiros.
A cantora, que tem uma filha, afirmou que descobriu ser portadora do vírus em 1999, ao fazer um teste de gravidez. Ela tinha 16 anos nessa altura.
A Deutsche Aids-Hilfe (DAH), que reúne mais de 100 associações regionais de prevenção à sida na Alemanha, considerou este julgamento como uma "caça às bruxas", que só fomenta a estigmatização de quem vive com o vírus. "Estamos preocupados com os resultados deste julgamento, porque pode passar a mensagem de que não se deve fazer o rastreio do VIH, porque se não se souber não se é responsabilizado", disse Volker Mertens, porta-voz da Fundação Alemã contra a Sida, ainda antes de ter sido conhecida a sentença.
"O julgamento também pode dar a impressão de que os portadores do VIH são os principais responsáveis [em evitar a transmissão], enquanto nós achamos que toda a gente tem essa responsabilidade, insistindo no uso do preservativo."

Kommentare

  1. Amiga Teresa,

    Condenável, mesmo, o acto irresponsável de Benaissa, bem como de todos os que se sabendo portadores do vírus, o propagam e condenam à morte outras pessoas, quase sempre inocentes!

    Quantos casos desses já temos todos conhecimento?
    Demasiados!

    Acho muito bem, não considero nada discriminativo, pelo contrário.
    Quem se sabe ser portador de SIDA não deve ter relações sexuais sem preservativo, senão é criminoso, sim!

    Beijinhos

    AntwortenLöschen
  2. Não Teresa. Esta é a cara do meu melhor amigo, o Zé.
    Acho indecente haver pessoas conhecedoras da doença que portam, e ainda assim, nao hesitam em contaminar terceiros.

    AntwortenLöschen
  3. Essa associação faz-me lembrar uns esquerdalhos idiotas que existem por cá. Desculpe o palavreado,Teresa, mas é isso que penso de quem prefere pôr em risco a vida dos outros, a apostar na prevenção.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen