RITA

Conquistou Hollywood mudando de nome, de peso, de idade, de voz, de lábios e de sobrancelhas. Sua cabeleira passou do negro opaco ao vermelho afogueado. Para ampliar a testa, lhe arrancaram pêlo por pêlo através de dolorosas descargas elétricas. Em seus olhos, puseram pestanas como pétalas.
Rita Hayworth se disfarçou de deusa, e talvez o tenha sido, ao longo dos anos quarenta. Já aos cinqüenta exigem deusa nova.
Eduardo Galeano — MULHERES


Com este texto sobre a Rita Hayworth quero dar a conhecer o escritor uruguaio Eduardo GALEANO e a sua antologia Mulheres, que reúne textos publicados nos seguintes livros do autor:

Vagamundo e outros contos (2000)

Dias e noites de amor e de guerra (2oo1)

Memória do fogo: Os nascimentos (I), As caras e as máscaras (II), e O século do vento (III) (1982-1984)

O livro dos abraços (1989)

As palavras andantes (1993)

Kommentare

  1. linda rita haword. bejios, pedrita

    AntwortenLöschen
  2. eu ja li o Eduardo Galeano, "Veias Abertas da America Latina", muito bom.
    Tambem tenho Mujeres, titulo e livro em espanhol, gosto muito.
    A Rita como Gilda foi inesquecivel....

    AntwortenLöschen
  3. Gosto muito do Galeano, mas esta foto da Rita...

    AntwortenLöschen
  4. Só podia ter o nome que tem :)

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen