Louise Bourgeois uma das "grandes damas" da arte contemporânea morreu segunda-feira aos 98 anos em Nova Iorque

Louise Bourgeois, 1982, Foto: Robert Mapplethorpe, (c) Robert Mapplethorpe Foundation

Louise Bourgeois considerada uma das "grandes damas" da arte contemporânea nasceu a 25 de Dezembro de 1911 em Paris. Estudou matemática na Sorbonne e artes na École du Louvre, nos anos 1930, tendo sido aluna, entre outros, do cubista Fernand Léger.
Em 1938, deixou a França com o seu marido, o historiador da arte norte-americano Robert Goldwater, com quem se mudou para Nova York.
O museu da Coleção Scharf-Gesternberg, em Berlim, apresenta até ao próximo dia 15 de agosto uma exposição da obra de Louise Bourgeois e do surrealista Hans Bellmer, embora os dois nunca tenham se encontrado pessoalmente.
Double Sexus, o título da exposição, cria um diálogo entre as perspectivas masculina do alemão Hans Bellmann e feminina de Louise Bourgeois sobre o corpo humano e, consequentemente, sobre temas como sexualidade, género e os papéis de cada um na sociedade.

Kommentare

  1. Dieser Kommentar wurde vom Autor entfernt.

    AntwortenLöschen
  2. Ora aqui está uma faceta que sei ser do teu agrado. Folgo com isso já que do meu também é.
    Felizmente que todos partimos um dia. A não ser assim ainda a esta hora estaríamos a combater com os sarracenos.
    As grandes damas não morrem nunca. Delas fica o perfume da sabedoria, da presença, da cultura, daquilo que afinal anda arredado de tanta gente.
    Há pessoas que passam ao lado da vida sem nunca terem lido um livro ou visitado um museu.
    Tenho-te lido muitas vezes já que temos amigos comuns, mas ... calhou agora, aquando do aniversário!
    Requiem por Louise Bourgeois, a grande dama que eu nem conhecia.
    Achei piada a essa luta constante que travas contra ti. Adorei.
    Beijinho

    AntwortenLöschen
  3. Hummm... bem me parecia que o que ela carrega debaixo do braço tinha uma forma estranha... :)

    Mas, como diz o Kim, há artistas que nunca morrem...

    Beijinhos!

    AntwortenLöschen
  4. Só soube hoje ao fim do dia, quando li um excelente artigo no P2
    Conhecia muito pouco sobre ela, mas talvez seja uma mulher para figurar numa reedição de post sobremulheres lá no CR.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen