Roman Polański no Museu do Cinema de Düsseldorf

Hoje foi o último dia da exposição sobre o realizador e actor, Roman Polański, no Museu do Cinema de Düsseldorf. Como não queria perder essa oportunidade, dei um pulo ao Museu de Cinema nesta tarde de domingo.

Rajmund Roman Thierry Polański nasceu a 18 de agosto de 1933 em Paris na rua de Saint Hubert, 5.
Ryszard Polański, seu pai, um judeu de Cracóvia, homem delicado, tranquilo e sempre bem vestido, queria ser um famoso pintor na Europa Ocidental. Malogrado como artista foi obrigado, muito em breve, a trabalhar na indústria discográfica para alimentar a sua família.
Também por causa do antissemitismo, cada vez maior na França, Ryszard Polański regressa a Cracóvia com a sua família em Julho de 1936.
A partir de 1941 Roman Polański vive um período no Getto de Cracóvia, sua mãe, Bula Polański (nome de solteira Katz) morre em Auschwitz, mas ele consegue evitar a prisão e o envio para os campos de concentração. Durante a ocupação das tropas alemães ele esconde-se no campo.
A experiência de medo, perda, perseguição e violência marcam o jovem Polański, que após o fim da guerra viveu ocasionalmente na rua. Por acaso torna-se actor num teatro para crianças, dedica-se a autores de teatro como William Shakespeare e Samuel Beckett. Mais tarde frequenta a Academia de Artes de Cracóvia. Em 1954 Polański consegue uma vaga na célebre Escola de Cinema de Łódź.
O mais notável dos seus filmes é, sem dúvida, O Pianista, uma adaptação da autobiografia do mesmo nome do músico judeu-polonês Wladyslaw Szpilman, cujas experiências têm semelhanças com as do próprio Roman Polański, Polański, como Szpilman, escapou do gueto e dos campos de concentração, enquanto os membros da família não. O filme ganhou três Oscar em 2002, incluindo o de melhor realizador.

Kommentare

  1. Boa noite,
    uma história de vida difícil!

    Muito interessante o seu blogue.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    AntwortenLöschen
  2. Roman Polański gehört zu den einflussreichsten Filmschaffenden des 20. und 21. Jahrhunderts. Schon als Jugendlicher zeigte er großes Interesse an Literatur, Theater, Kunst und Musik, die sein Werk fortan stark beeinflussten. Polański ist vielseitig wie kaum ein anderer Regisseur.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen