Desperta a diva que há em ti e atreve-te!

Na noite de ontem, quando regressava a casa no 730 — depois da festa de anos da minha amiga Christa — um cartaz publicitário chamou a minha atenção:

"Desperta a diva que há em ti e atreve-te!"

Quanto uma frase faz muito: perdida em pensamentos — como despertar a diva que há em mim — esqueci-me de sair na paragem do autocarro perto de minha casa. No percurso de volta, com o ar fresco da noite a bater-me na cara, veio-me a ideia de como despertar a diva adormecida. De certa forma, uma ideia atrevida... de diva moderna.
Na manhã de hoje dirigi-me a um cabeleireiro na Kö, frequentado pelas ricas e famosas, para dar uma nova cor ao meu cabelo. Estive por momentos indecisa entre "Ultra Violet" ou "Plasma Blue". Louca como sou pela cor azul a escolha caíu no "Plasma Blue".
Uma palavra pode sintetizar o confronto entre o antes e o depois, entre a dimensão desejante associada à obra: transformação.
Acordei a diva em mim — depois é só juntar atrevimento.

Kommentare

  1. Uau! A publicidade tem coisas tramadas. Espero que se sinta bem com o new look, embora tenha um palpite que isto é peta do 1º de Abril...
    Páscoa Feliz

    AntwortenLöschen
  2. Venho desejar-lhe uma óptimo tempo Pascal.
    Beijihos :)

    AntwortenLöschen
  3. Ah, ah, ah, uma diva de cabelo azul, Teresa?

    Ná, não acredito muito nessa, acho que o Carlos tem razão... :)))

    Beijocas, ó diva!!!

    AntwortenLöschen
  4. Ficaste de cabelo azul? Só acredito com uma fotografia!

    AntwortenLöschen
  5. Eu bem me parecia que conhecia este slogan, mas não era bem assim...

    AntwortenLöschen
  6. A Teresa pintou o cabelo de azul?

    AntwortenLöschen
  7. É este o seu post sobre as mentiras?

    AntwortenLöschen
  8. Estou confuso...fiz um comentário num post ode estava um coelhinh e agora o bicho desapareceu? Estive durante a tarde num encontro de amigos de Alex ( falarei sobre isso um destes das no Rochedo), mas não fumámo nada demasiado alucinogénico...
    Pronto, mas repito o que escrevi abreviadamente. Dou-lhe razão quanto a BErlim, mas já quanto à simpatia do povo alemão, apesar de uma das minhas mehores amigas ser alemã ( conhecemo-nos desde a infância, quando ela passava férias em Ofir) não partilho da mesma opinião.
    Páscoa Feliz

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen