As Cores da Memória

Jurij Pinenov: O acordeonista, 1929

Kommentare

  1. Muito bem. Não é exactamente o meu género de pintura mas gosto.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen