Deutsche Telekom quer mais mulheres na chefia!!!

A Deutsche Telekom declarou ontem, segunda-feira (15/03), que vai introduzir uma cota para executivos do sexo feminino, visando preencher com mulheres 30% dos postos de chefia de níveis intermediário e superior até o final de 2015. Será a primeira empresa integrante do índice DAX (que reúne as 30 companhias abertas de melhor performance financeira da Alemanha) a aplicar tal cota.
"Não se trata de contratar mulheres apenas por contratar mulheres, mas conseguir uma estrutura de competição e de procura de talentos", disse o Presidente da Telekom, René Obermann, apontando para o crescente número de mulheres que se diplomam nas universidades alemãs, actualmente 60% do total de graduados.

As cotas para mulheres devem ser impostas por lei ou por acto voluntário?

Kommentare

  1. E lá vão as mulheres,conquistando o seu espaço!

    ...e quando isso deixar de ser notícia, quer dizer que chegámos LÁ!!!:)

    AntwortenLöschen
  2. Não será uma medida muito aconselhável para as empresas, estabelecerem quotas para as chefias. Ou há competência, ou não há. Sinceramente, parece-me que é um anúncio próprio do DIM, mas fico curioso parasaber se virá a ser implantada e daqui a quanto tempo.

    AntwortenLöschen
  3. Suponho que devem começar por verificar a competência do indívíduo, independentemente do seu sexo, e sem discriminações à priori. Se isso for estabelecido, as quotas não interessam rigorosamente para nada, porque há mulheres tão ou mais competentes que os homens. Nem me parece que estes devam excluídos, só por terem nascido homens.

    Já houve muitas injustiças em relação às mulheres, descambar noutras injustiças para os homens, à conta de umas quotas não sei das quantas, não beneficia ninguém, muito menos as empresas que pretendem ser competitivas... :)

    Beijinhos!

    AntwortenLöschen
  4. Acho que é louvável, mas não sei se é eficaz. Não porque as mulheres não sejam capazes de isso e de muito mais, mas porque os que as faz não apostar nesses percursos de chefia, muito exigente em termos de disponibilidade, são os constrangimentos que ainda têm em termos de vida familiar. E enquanto isso não mudar...
    Bjs

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen